(Mineiro) 11º título do Sada/Cruzeiro vira maior hegemonia do Estado

Contando com quatro participantes, o Campeonato Mineiro ocorreu sem público (devido a pandemia de COVID-19), mas seguiu a sua normalidade, ou seja, com mais um título do Sada/Cruzeiro. Em 2020, o time celeste levantou pela 12ª vez o troféu de campeão estadual, sendo o 11º consecutivo, o que agora se torna a maior hegemonia do voleibol no Estado.

Na fase classificatória, Minas Tênis Clube e Sada/Cruzeiro mostraram sua força e venceram Montes Claros América Vôlei e Azulim/Gabarito/Uberlândia, sendo que o destaque ficou para o confronto entre os dois clubes, quando o time celeste venceu por 3 sets a 2, parciais de 15/25, 25/23, 15/25, 28/26 e 09/15. Esse resultado colocou a Raposa com a melhor campanha, porém na semifinal passou sufoco para eliminar o Azulim/Gabarito/Uberlândia, apenas no quinto set, por 16/14. Do outro lado, o time de BH vencia por sets diretos o Montes Claros América Vôlei.

A final, que ocorreu na Arena Minas, em Belo Horizonte, foi disputada pela primeira vez sem a presença de público. E em quadra a equipe comandada por Marcelo Mendez teve uma grande atuação, foi bastante ofensiva, e não deu muitas chances ao adversário. Somente no terceiro set é que o Minas Tênis Clube saiu na frente, com um bom saque, e conseguiu diminuir o placar. Mas a força do elenco azul prevaleceu novamente na última parcial, para assegurar a vitória e começar bem a temporada. No final, 3 sets a 1, parciais de 25/21, 25/17, 23/25 e 25/23.

O ponteiro cubano López foi o maior pontuador da decisão, com 23 anotações no placar. O oposto Alan marcou 20 vezes. Na disputa do 3º lugar, o Azulim/Gabarito/Uberlândia derrotou o Montes Claros América Vôlei por 3 sets a 2, parciais de 25/19, 22/25, 20/25, 25/22 e 14/16.

“O Sada/Cruzeiro veio de uma maneira muito forte no saque, quebrando nossa estrutura de passe. Mas fizemos o melhor que podíamos dentro de quadra. Tivemos a estreia de dois jogadores que estavam se recuperando de lesões. Mas, independentemente disso, acho que temos um grupo forte, que vai lutar pelas primeiras posições. Mérito do Sada Cruzeiro, que jogou bem e não deixou a gente se impor na partida. Agora, vamos trabalhar, porque temos mais campeonatos pela frente”, analisou o técnico Nery Tambeiro.

 “Começamos jogando muito melhor. Ainda falta muito, mas o que fizemos aqui é voleibol. Jogamos muito melhor no saque, no ataque, ainda precisamos ser mais constantes. Mas final é final, e final é ganhar, isso que importa”, resumiu o treinador argentino Marcelo Mendez.

foto: Agência i7/Sada Cruzeiro

Comentários