Superliga C: Após sete anos, Vôlei Futuro retorna e projeta time competitivo

No inicio do mês, mais precisamente no dia 5, Rafael Fantin, mais conhecido como Dentinho, foi anunciado como o novo técnico do Vôlei Futuro. Você não leu errado. Após sete anos, a equipe de Araçatuba resolveu reativar sua equipe profissional e a primeira medida foi anunciar o ex-ponteiro, com passagem vitoriosa pelo clube, como o principal nome de sua comissão técnica.

Vale destacar que Dentinho esteve muito tempo ligado ao projeto do Bento Vôlei. Com experiência em gestão esportiva e empresarial, ficou vários anos lutando por melhores condições para o voleibol e para o esporte em geral no Rio Grande do Sul, inclusive na esfera política. Recentemente estava na comissão técnica da Apav Vôlei, que disputava a Superliga B, quando a competição foi paralisada devido a pandemia de COVID-19.

No Vôlei Futuro, onde foi campeão paulista e vice-campeão da Superliga 2011/2012, terá a missão de recolocar a equipe de volta a elite nacional. Para isso, o primeiro passado é disputar a Superliga C, com previsão de ocorrer de 14 à 28 de setembro, sendo que Araçatuba tem grandes possibilidade de ser escolhida pela Confederação Brasileira de Vôlei como uma das sedes.

“Araçatuba se tornou minha segunda cidade, pois apesar de já ter jogado em outras equipes, aqui marcou meu retorno ao voleibol nacional (ele atuou na Itália de 2006 a 2010) e esta época ficou marcada em minha carreira. Criei laços com a cidade e é uma felicidade voltar neste novo momento” declarou Dentinho.

Quanto ao elenco, alguns nomes já foram anunciados e pelo que se vê, até o momento, a montagem mostra um time competitivo e que chega para ‘brigar’ por uma das vagas a próxima Superliga B. Confira abaixo um breve histórico de quem já foi confirmado pelo Vôlei Futuro.

João Ricardo (oposto) - Atuou em Araçatuba nas temporadas 2007/2009 e 2010/2011. Aos 35 anos tem experiência de ter jogado no voleibol francês, iraniano, português e turco, sendo este ultimo pais sua ultima equipe, no caso o Solhan Spor, na temporada 2018/2019.

Alan Araujo (ponteiro) - Conhecido do torcedor, o jogador retorna ao Vôlei Futuro após ter defendido a equipe das temporadas 2008/2009 à 2011/2012.  Ainda no Brasil, Alan Araújo defendeu a equipe de São Caetano na temporada 2013/2014 e, em seguida, partiu rumo ao exterior. Jogou no GS Lamia, da Grécia, na temporada 2015/2016 e na Arábia Saudita (nas equipes do Al Ibtissan e Al-Mooj) entre 2016 e 2020.

Christiano Bosnich (levantador) - Após ter defendido o time de Araçatuba nas temporadas 2006/2007 e 2007/2008, o experiente jogador está de volta. Bosnich, atualmente com 42 anos, tem passagens por Portugal, Argentina, Espanha, França, São Caetano, UPIS Brasil Telecom e Londrina.

Alex Oliveira (ponteiro) - Experiente nas quadras e na areia, Alex começou no voleibol nas categorias de base do Vôlei Futuro e já compôs a equipe principal. Além de Araçatuba o ponteiro jogou em cidades como São José do Rio Preto, Botucatu e Jales.

Leandrão (oposto) – Leandro Araújo da Silva já atuou em clubes nacionais (Brasil Vôlei, Sada Cruzeiro, Montes Claros, Vôlei Taubaté, Vôleisul e Maringá Vôlei) e internacionais (Japão, Coréia do Sul,, Qatar, Irã, Polônia e Argentina). Em 2001, conquistou a medalha de ouro no Campeonato Mundial Infanto-Juvenil, disputado no Egito e, em 2002, no Sul-Americano Juvenil no Brasil. Leandrão foi prata no Mundial Juvenil de 2003, no Irã e, na Liga Mundial, ouro e prata nos anos de 2009 e 2011, respectivamente.

Daniel Rossi (líbero) - Conhecido do torcedor, o jogador de 39 anos tem uma carreira consolidada com títulos e passagens por diversos times brasileiros. Entre eles, Foz do Iguaçu, São José do Rio Preto, Volta Redonda, Bento Vôlei e Maringá Vôlei, onde estava na Superliga passada. O líbero defendeu o Vôlei Futuro de 2006 a 2011, sendo que no currículo tem os títulos de pentacampeão dos Jogos Regionais de SP; vice-campeão da Copa São Paulo; Campeão Paulista 2010; Campeão Jogos Abertos do Interior; Campeão dos Jogos Abertos Brasileiros; tri-vice-campeão Carioca; Campeão I Torneio Internacional de San Juan; Vice-campeão da Superliga B; Campeão da Copa Copel Telecom de Vôlei; Campeão e Vice-Campeão Paranaense.

foto: Divulgação

Comentários