Sada/Cruzeiro: Chegadas, permanências, saídas e expectativa

Equipe brasileira mais vencedora dos últimos anos e uma das mais estruturada do país, o Sada/Cruzeiro avaliou com calma o elenco da temporada anterior, mantendo suas principais peças, buscando agregar valor e, principalmente, observando o mercado nacional e internacional. O técnico Marcelo Mendez segue no comando para 2020/2021, com um trabalho elogiado dentro e fora de quadra.

Levantadores:

Fernando Cachopa (renovação) – Após um período na reserva de nomes como William e Uriarte, o jogador gaúcho assumiu a titularidade na Raposa mostrando personalidade e muito talento. Hoje, aos 24 anos, é nome constante nas convocações da Seleção Brasileira, vivendo um dos melhores momentos na carreira até aqui.

Rhendrick (volta de empréstimo) – Aos 21 anos e com passagens por todas as divisões da seleção Brasileira, o jogador paranaense é elogiado por muitos treinadores. Na temporada passada esteve emprestado ao América Vôlei, onde foi um dos destaques da equipe do técnico Henrique Furtado. É considerado o futuro da posição no Brasil e pode crescer ainda mais se souber aproveitar a oportunidade.

Opostos:

Alan (contratação) – Após vários anos atuando pelo Sada/Cruzeiro, principalmente na reserva de Wallace, o oposto resolveu se transferir para o Sesi-SP, onde virou protagonista. Com grandes atuações foi chamado para a Seleção Brasileira e hoje é o principal nome da posição no país. Atualmente, com 26 anos, volta ao time celeste em outro patamar, podendo fazer a diferença na busca por novos títulos.

Oppenkoski (volta de empréstimo) – Com apenas 20 anos e 1,98m de altura, Welinton Oppenkoski chama atenção pela potência no ataque. Revelado no Bento Vôlei, logo assinou com o Sada/Cruzeiro, que lhe emprestou para equipes parceiras, como o América Vôlei na temporada passada. Assim como Rhendrick terá agora mais chances com Marcelo Mendez para mostrar seu potencial.

Ponteiros:

Filipe (renovação) – Multicampeão. Essa é a única palavra que descreve o experiente ponteiro. Aos 40 anos, o jogador acumula 37 títulos com a camisa celeste e chega agora a sua 11ª temporada pelo clube. Além de identificado com o torcedor e um líder no elenco, tendo importante dentro e fora de quadra.

Facundo Conte (renovação) – Aos 30 anos, ele vai para a sua segunda temporada no Sada/Cruzeiro e a terceira no Brasil. Um dos principais nomes da Seleção Argentina, o ponteiro tem a confiança de Marcelo Mendez, que bancou sua contratação ao tirá-lo de Taubaté. Mesmo em uma temporada que ficou incompleta, Conte encaixou bem no estilo de jogo celeste.

Miguel Lopez (contratação) – Aos 23 anos, o cubano é considerado um dos mais promissores jogadores da sua geração. López estava no UPCN, da Argentina, e se tornou conhecido pela torcida celeste durante a disputa do Campeonato Sul-Americano deste ano, realizado em Contagem. A responsabilidade será grande, pois chega com a missão de se firmar em uma posição que sofre com a sombra de Leal.

Rodriguinho (renovação) – O ponteiro de 24 anos sabe que a temporada 2020/2021 será uma das mais importantes da sua carreira. Após um inicio promissor, acabou não conseguindo afirmação como titular na Raposa e na temporada passada acabou não jogando devido a uma punição da FIVB por ingerir um suplemento alimentar com substância proibida. Além disso, passou por uma cirurgia no ombro e o dia a dia mostrará se ele chega pra concorrer por uma vaga no time.

Centrais:

Isac (renovação) - Depois de chegar ao clube em 2013/2014, aos 22 anos de idade, como uma das grandes promessas do esporte brasileiro, o central se consolidou como referência no time estrelado, sendo sete anos de muitas conquistas. Hoje vestindo a camisa da Seleção Brasileira, o jogador natural de São Gonçalo, no Rio de Janeiro, está em grande fase 

Otávio (renovação) – Indo para a segunda temporada pelo Sada/Cruzeiro, o central ganhou a confiança e o carinho do torcedor celeste. Após vários anos defendendo o rival Minas Tênis Clube, o jogador de 29 anos se entrosou bem com os companheiros e tem seu nome bem cotado para brigar por um lugar na Seleção Brasileira.

Cledenilson (renovação) - Mais conhecido como Pingo, o jovem de 22 anos fará também sua segunda temporada com a camisa celeste. Revelado pelo rival Minas Tênis Clube, ele vem ganhando cada vez mais espaço com Marcelo Mendez, sendo bastante participativo no ataque, no bloqueio e também no saque (uma diferencial).

Líberos:

Lukinha (renovação) – Não é tarefa fácil substituir Serginho, multicampeão pelo Sada/Cruzeiro, e Lukinha teve essa missão na temporada passada. Com trabalho, empenho e confiança, o jogador de 33 anos comandou o fundo de quadra da equipe mineira e garantiu sua permanência para a temporada 2020/2021.

Lucas Bauer (volta de empréstimo) – Na mesma ideologia de aproveitar os garotos da base, como ocorrerá com Rendrick e Oppenkoski, o líbero Lucas Bauer terá oportunidade no elenco principal. Assim como os dois, ele também teve passagem pelo América Vôlei na temporada passada.

SAÍDAS: 

Evandro (oposto/futuro indefinido); Luan Weber (oposto/Tourcoing, da França); Perrin (ponteiro/Ural Ufa, da Rússia) e Hugo (ponteiro/ TFL Altekma, da Turquia)

foto: Agencia i7 / Sada Cruzeiro

Comentários