Montes Claros América Vôlei: Chegadas, permanências, saídas e expectativa

Com o nome de Montes Claros América Vôlei, o time mineiro foi confirmado na Superliga 2020/2021. O gestor da equipe, Andrey Souza, conseguiu reunir patrocinadores e apoiadores para aceitar o convite da Confederação Brasileira de Vôlei e, consequentemente, realizar contratações. Aliás, o que não faltou foram novidades no time, sendo que chegam 13 jogadores e a comissão técnica conta agora com o comando de Issanayê Ramires e o auxiliar Vinícius Gamino, o Alegrete.

Levantadores:

Rodriguinho (contratação) – Aos 40 anos, o levantador chega para a sua quarta passagem pelo time montes-clarense. Vice-campeão da Superliga em 2009/2010, ele ainda incorporou o time nas temporadas 2010/2011 e 2014/2015. Estava no Sada/Cruzeiro onde conquistou o Campeonato Sul-Americano.

Hiago Garchet (contratação) – O inicio de sua trajetória foi no Minas Tênis Clube, onde ficou até os 18 anos. O levantador, em sua caminhada no vôlei profissional, disputou a Liga Universitária dos Estados Unidos, representando o Ball State University, passando ainda pelo voleibol da Finlândia, Espanha e Chipre. Na temporada passada, o jogador de 26 anos atuou pelo Vôlei UM Itapetininga.

Opostos:

Lucas Borges (contratação) – Aos 26 anos, o jogador natural de João Pessoa (PB) soma passagens por São José Vôlei, Rio Claro, Upis/Brasília e na última Superliga teve boas atuações com a camisa do Denk Maringá. Tem no currículo a conquista do Campeonato Paranaense e deve fazer uma boa disputa com William Kerber pela titularidade.

William Kerber (contratação) – O oposto de 22 anos iniciou a carreira em Joinville e logo em seguida se transferiu para o Apan/Blumenau. O atleta ainda soma passagens pelo Sesi-SP, São José Vôlei e JF Vôlei. Na temporada passada defendeu o Vôlei Ribeirão Preto e teve boas participações.

Ponteiros:

Ygor Ceará (contratação) – Experiente, o ponteiro de 31 anos chega para a sua segunda passagem por Montes Claros. Campeão mundial juvenil com a Seleção Brasileira ele ainda tem um vice-campeonato de Superliga defendendo o Brasil Kirin. Além disso, o jogador passou por Banespa, São Bernardo Vôlei, Corinthians, Anápolis Vôlei, Vôlei UM Itapetininga e na temporada passada jogou no voleibol da Estônia.

Vinicius Lersch (contratação) –  O ponteiro de 23 anos começou no voleibol em Santa Cruz do Sul (RS), Em 2013 representou a Seleção Brasileira Infantil e foi campeão do Campeonato Sul-Americano. Sua primeira participação na Superliga foi representando o São Bernardo, na edição de 2016/2017 e no último ano vestiu a camisa do L’illa Grau, da Espanha.

Erick Costa (contratação) – Também com 23 anos, o ponteiro iniciou no voleibol no Clube dos Oficiais da Polícia Militar (COPM) e, após três anos, passou a integrar a equipe do Minas Tênis Clube. Erick também tem passagens pela base da Seleção Brasileira e na última temporada teve sua primeira passagem pelo vôlei internacional, quando integrou a equipe do Sporting Clube das Caldas, de Portugal.

Wilson de Paula (contratação) – Com apenas 21 anos chega oriundo do São José Vôlei, onde atuou nas duas últimas temporadas. Será bastante observado pelo técnico Issanayê Ramires.

Centrais:

Jonadabe Carneiro (contratação) – Experiência é o que não falta para o central de 34 anos e com grande passagem pelo voleibol argentino, atuando por Utref Vóley, Obras Pocito de San Juan, Lomas Voley e Gigantes del Sur. No Brasil foi bicampeão paranaense por Maringá em 2012 e 2013.  Chega para ser o grande nome da posição no Montes Claros América Vôlei.

Judson Nunes (contratação) – O central de 22 anos iniciou a sua trajetória em 2016 no Rádio Clube/AVP. Já em 2017, defendeu a equipe Sub-21 do Sesi-SP e no ano seguinte integrou o Vôlei UM Itapetininga. Na temporada passada jogou na elite do vôlei brasileiro, dessa vez pelo Vôlei Ribeirão Preto

Gabriel Cotrim (contratação) – O jovem de 20 anos iniciou a sua trajetória no vôlei em sua cidade natal, Aparecida de Goiânia (GO), após um ano foi para São Paulo integrar a equipe de base do Vôlei Renata. Nessa época, foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-17 e foi vice-campeão do Campeonato Sul-Americano. Em 2019, o atleta ficou com o segundo lugar do Campeonato Paulista e disputou, pela primeira vez, a Superliga B, com a camisa do São José Vôlei.

Líberos:

Tiago Brendle (contratação) – Aos 34 anos, o que não falta são títulos para o líbero. São três medalhas de ouro, do Campeonato Sul-Americano Infanto-Juvenil (2002); Campeonato Sul-Americano Juvenil (2004) e Campeonato Mundial Juvenil (2005). Além de uma medalha de prata na Liga Mundial, em 217. Vestiu as camisas de Bento Vôlei, Minas Tênis Clube, Vôlei Futuro, Maringá e Sesc-RJ, sendo que ele chega para a sua terceira passagem por Montes Claros, onde foi vice-campeão da Superliga em 2009/2010 e na temporada 2013/2014.

Matheus Oliveira (contratação) – Campeão brasileiro de Seleções Juvenil, bicampeão Paulista e campeão da Copa Banco do Brasil. Esse são os títulos do líbero de 26 anos, que  iniciou no voleibol em Ubatuba, passou por São Caetano, Volta Redonda, São José Vôlei, EMS Taubaté/Funvic, Corinthians e JF Vôlei.

SAÍDAS:

Rhendrick (levantador/Sada Cruzeiro); Lucas Bauer (líbero/Sada Cruzeiro); Pablo (ponteiro/Tours Volley, da França); Rammé (ponteiro/ Vedacit Vôlei Guarulhos); Rafael Bairros (oposto/Apan Blumenau); Lucas Fonseca (central/Apan Blumenau); Gabriel Armanelli (oposto/Apan Blumenau); Pedrão (central/Vedacit Vôlei Guarulhos); Renan Michelucci (central/Berlin Recycling Volleys, da Alemanha); Guilherme Kachel (líbero/futuro indefinido) e German Johansen (oposto/TV Schönenwerd, da Suíça).

foto: Montes Claros América Vôlei/Divulgação

Comentários