(Superliga) Em duelo direto, Sesc-RJ faz valer fator local e derrota Sesi-SP

A 8ª rodada do returno da Superliga 2019/2020 teve como destaque a vitória do Sesc-RJ sobre o Sesi SP por 3 sets a 1, parciais de 25/21, 25/14, 21/25 e 25/15, no ginásio do Tijuca Tênis Clube. Com o resultado, o time carioca manteve a 3ª colocação, agora com 41 pontos, e busca melhorar na tabela nesta reta final, enquanto a equipe paulista permanece na 4ª posição, com 36 pontos ganhos, precisará se segurar para se manter no G-4. 

Com apenas dois pontos separando as equipes na tabela de classificação era de se esperar um duelo equilibrado e o primeiro set mostrou isso. Com as equipes virando bem as bolas, só no final, o Sesc-RJ conseguiu melhorar no saque e conseguiu a vitória por 25 a 21. Na segunda parcial, os cariocas mantiveram o ritmo e aproveitando muito as falhas do adversário, principalmente na recepção, acabaram abrindo grande vantagem e venceram por 25 a 14. 

Com 2 sets a 0 contra, o Sesi-SP foi para cima, equilibrou as ações e o duelo ficou bem disputado. Quando o placar marcava 21 a 19, alguns lances da arbitragem irritaram jogadores e comissão técnica do Sesc-RJ, que acabaram recebendo dois cartões vermelhos e a vitória para o time visitante foi de 21 a 25. Com os ânimos mais controlados, a equipe carioca conseguiu concentrar suas ações em quadra e não deram chances ao adversário, soltando o braço, principalmente no saque, com destaque para Wallace e vencer por 25 a 15. 

“Estudamos bastante o time deles. O Sesi SP está desfalcado, mas isso não interfere em nada. Conseguimos imprimir o nosso ritmo na partida. No terceiro set caímos um pouco de produção, mas o time se portou muito bem. Acredito que só temos a melhorar e vamos procurar ditar o nosso ritmo também nas próximas partidas”, disse o oposto Wallace. 

“O saque é uma questão mais individual. A gente tinha uma proposta e conseguiu cumprir bem. Mas é mérito de cada um que vai ali para o saque, usa seus oito segundos e consegue executar bem esse fundamento. Já o bloqueio é uma coisa que vem graças a muito treino e cada vez mais entrosamento. Mas o saque forçado ajuda muito o bloqueio e a defesa também. Então tudo é consequência. Mas estamos de parabéns porque conseguimos colocar pressão contra uma grande equipe”, disse o central Flávio. 

As duas equipes voltarão à quadra na próxima quarta-feira. O Sesc-RJ jogará com o EMS Taubaté/Funvic, às 20h, no ginásio do Abaeté, enquanto o Sesi-SP terá pela frente o Sada/Cruzeiro, às 19h, no ginásio da Vila Leopoldina. 

Equipes:

Sesc-RJ: Matias Sanchez, Wallace, Gustavão, Flávio, Ademar, Maurício Borges e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Jan Martinez, Marlon, Daniel e Alexandre Elias
técnico: Giovane Gávio

Sesi-SP: William, Alan, Éder, Barreto, Daniel, Victor Birigui e Murilo (líbero)
entraram: Matheus Brasília, Douglas Pureza, Fábio e Darlan
técnico: Rubinho

foto: Luciano Belford

Comentários