(Superliga) Ponta Grossa Vôlei leva a melhor sobre o Denk Maringá Vôlei

No clássico paranaense da 7ª rodada do returno da Superliga 2019/2020, o Ponta Grossa Vôlei derrotou o Denk Maringá Vôlei por 3 sets a 2, parciais de 25/20, 19/25, 25/23, 29/31 e 15/11, na Arena Multiuso. Com o resultado, os comandados de Fábio Sampaio ainda seguem com chances de sair do rebaixamento, mesmo ocupando a lanterna, com oito pontos. Já o time de Alessandro Fadul aparece no 9º lugar, com 18 pontos ganhos. 

Em um jogo bastante equilibrado, o Ponta Grossa Vôlei começou, com destaque para o oposto Eric, que ajudou a equipe a fazer 12 a 6. Com apenas duas opções no banco de reservas, o Denk Maringá Vôlei fazia o possível dentro de quadra, porém os donos da casa foram abrindo vantagem: 18 a 11. Na reta final, os visitantes chegaram a esboçar uma reação, mas não o suficiente, tanto que o placar final foi de 25 a 20. 

Na parcial seguinte, o Denk Maringá Vôlei foi quem começou melhor, com destaque para o bloqueio, sendo três neste fundamento para colocar o placar em 5 a 8. O Ponta Grossa Vôlei errava demais, principalmente no side-out, tanto que os visitantes chegaram a fazer 9 a 15. Com grande atuação do levantador Everaldo, os comandados de Alessandro Fadul foram administrando a vantagem para fechar em 19 a 25. 

No terceiro set, o que se viu foi muito equilíbrio, com as duas equipes trocando pontos e não deixando ninguém abrir uma diferença maior que dois pontos: 8 a 9. O saque forçado de ambos fazia com que alguns erros também fossem cometidos, além de os ataques se saírem melhor sobre as defesas: 13 a 15. Na reta final da parcial, reclamações com a arbitragem e o oposto Eric colocando para baixo: 25 a 23. 

O quarto set foi, assim como o anterior, bastante equilibrado. Com improvisações dos dois lados da quadra, os treinadores faziam o possível para surpreender: 8 a 9. O Denk Maringá Vôlei tinha no bloqueio sua grande ‘arma’, porém errava muito no saque. Já o Ponta Grossa Vôlei apostava muito na força do seu ataque, mas também vacilava em momentos decisivos. No final, muita tensão com os donos da casa tento dois match ponts, porém a vitória foi dos visitantes por 29 a 31, após bloqueio de Everaldo. 

No tie-break, o Ponta Grossa Vôlei conseguiu ser mais tranquilo no inicio e com qualidade no side-out abrir 7 a 4. O Denk Maringá Vôlei não desistia e foi para cima, com destaque para Bertolini, bastante acionado no ataque: 10 a 6. Com muita reclamação, com cartões para os dois lados, o que se viu foi grande equilíbrio novamente. Na reta final do set, com 12 a 10 contra, Alessandro Fadul colocou Ricardinho em quadra e puxou Everaldo para oposto, mas mesmo assim o Ponta Grossa Vôlei resistiu a pressão e venceu por 15 a 11. 

“Eu estou voltando de uma lesão, a equipe me apoiou e num clássico paranaense como esse é muito bom de atuar. Estou feliz individualmente, mas é graças a eles (o time). Esse grupo é guerreiro, temos um entrosamento muito bom, que vem dos treinamentos diários. Quando tivermos chances não podemos desistir, então vamos para cima e dar o nosso melhor”, declarou o ponteiro Peron, que foi eleito o melhor em quadra. 

“Eu acho que foi um jogo de detalhes. Sabiamos que seria um jogo difícil aqui, sendo que enfrentamos eles aqui na final do Paranaense. Tiveram alguns erros de arbitragem, mas isso não interferiu totalmente no jogo, mas acabamos errando em momentos que não devíamos”, declarou o ponteiro Raphael Marcarini. 

Com a pausa para o Carnaval, as duas equipes só voltam no próximo final de semana. O Ponta Grossa Vôlei encara o Vôlei Renata, no dia 29, às 18h, no ginásio do Taquaral, enquanto o Denk Maringá Vôlei recebe o Pacaembu/Ribeirão Preto, no domingo, dia 1º, às 20h, no ginásio Chico Neto. 

Equipes:

Ponta Grossa Vôlei: Cesinha, Eric, Walla, Peron, Dutra, Mikael e Mendel (líbero)
entraram: Walla, Coxinha, Léo, Lucas Salles e Vinicius Cardozo
técnico: Fábio Sampaio

Denk Maringá Vôlei: Everaldo, Raphael Marcarini, Rômulo, Matheus, Gabriel, Alê e Daniel Rossi (líbero)
entraram: Bertolini e Ricardinho
técnico: Alessandro Fadul

foto: Amanda Dombrowski

Comentários