(Superliga) Fora de casa, Sada/Cruzeiro vence Sesc-RJ e continua firme na liderança

O Sada/Cruzeiro conquistou uma importante vitória ao superar o Sesc-RJ por 3 sets a 1, parciais de 23/25, 22/25, 25/22, 19/25, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, pela 7ª rodada do returno da Superliga 2019/2020. Com o resultado, o time mineiro manteve a liderança, com 47 pontos, enquanto os cariocas seguem na 3ª colocação, com 38 pontos ganhos. 

No primeiro set, o Sesc RJ foi o primeiro a conseguir abrir uma pequena vantagem, após um ace de Wallace: 6 a 4. Muito concentrado, aproveitando seu sideout e os contra-ataques, o time carioca chegou a fazer 7 a 4, em um bloqueio de Flávio, mas foi perdendo espaço para a consistência do Sada Cruzeiro. O time mineiro conseguiu o empate em 10 a 10, após um bloqueio de Isac. E em um erro dos donos da casa fez 15 a 13. Apesar dos esforços do Sesc RJ, o Cruzeiro chegou a ter quatro pontos de margem: 20 a 16. A diferença caiu, Wallace marcou outro ace incrível em 22 a 20, mas o set era mesmo dos visitantes: 25 a 23. 

O Sesc RJ não sentiu o revés e começou a segunda parcial mandando no jogo. Com saques agressivos, foi abrindo, aos poucos, vantagem. Matías Sanchez marcou o primeiro ace no 2 a 0. Flávio confirmou seu serviço e fez 9 a 5, assim como Maurício Borges em 13 a 8 e Wallace no 16 a 11. A partir daí, assim como no primeiro set, o Sada Cruzeiro foi crescendo. Após dois erros seguidos do time da casa, a equipe mineira encostou: 17 a 16. E logo em seguida, num bloqueio de Evandro em Maurício Borges, empatou: 18 a 18. Isac virou após converter uma chutada (21 a 20) e Conte foi para o saque. O argentino fez um estrago na recepção carioca e garantiu mais um triunfo: 25 a 22 para o Sada Cruzeiro. 

O terceiro set seguiu um roteiro bem similar aos dois primeiros. O Sesc RJ mostrou força no início, abriu 9 a 5, também fez 13 a 8, após um erro de saque de Otávio, e 16 a 11. Em 20 a 15, o Cruzeiro voltou a aparecer bem e com dois bloqueios seguidos, de Isac e Filipe, já encostou: 20 a 18. Mas o Sesc RJ conseguiu impedir a reação. Na inversão do 5-1, o oposto Daniel fez um belo bloqueio e anotou 23 a 19. Ele, de novo, fez 24-20, explorando o block cruzeirense pela entrada de rede, e também fez o último ponto, na saída: 25 a 22. 

Diferente das parciais anteriores, o Sada Cruzeiro foi quem começou mandando no jogo. Com um bloqueio de Otáveio fez 8 a 5 e assistiu ao Sesc RJ ter a chance de ser ele o perseguidor. O time carioca foi diminuindo a vantagem e com um ace de Gustavão encostou: 9 a 8. Em seguida, Wallace anotou o empate com seu “passe ataque”: 9 a 9. Mas a reação parou por aí. Com mais tranquilidade, o time mineiro viu o carioca errar bastante até chegar 19 a 14, quando Giovane já pediu seu segundo tempo para tentar acertar o time. Mas não teve jeito: 25 a 19 para o Sada Cruzeiro. 

“Mais uma vez, o nosso grupo fez a diferença. Nos momentos importantes a gente cresceu, teve a entrada do Filipe que saiu do banco e nos ajudou demais. Isso mostra como a equipe está unida, quem precisa entrar sempre corresponde. Mesmo ganhando um título há poucos dias, conseguimos colocar foco total no confronto de hoje e nessa reta final de Superliga que é tão importante pra gente”, declarou o central Otávio. 

“Cometemos alguns erros muito infantis. Ditamos o ritmo nas primeiras parciais, chegamos a abrir cinco pontos e deixamos os caras abrirem sete depois. Isso está sendo recorrente e temos que mudar. Se continuar desse jeito, ficará complicado ganhar de uma equipe como o Cruzeiro, por exemplo. Agora é repensar os erros cometidos e começar de novo”, analisou o oposto Wallace. 

As duas equipes voltam a quadra apenas no sábado, dia 29. O Sada/Cruzeiro encara a Apan/Blumenau, às 17h, no ginásio do Riacho, em Contagem, enquanto o Sesc-RJ recebe o Sesi-SP, às 19h30min, no ginásio do Tijuca Tênis Clube. 

Equipes:

Sesc-RJ: Matias Sanchez, Wallace, Gustavão, Flávio, Ademar, Maurício Borges e Alexandre Elias (líbero)
entraram: Jan Martinez, Marlon e Daniel
técnico: Giovane Gávio

Sada/Cruzeiro: Fernando Cachopa, Luan, Perrin, Facundo Conte, Otávio, Isac e Lukinha (líbero)
entraram: Rodriguinho Leme, Evandro e Filipe
técnico: Marcelo Mendez

foto: Erbs Jr

Comentários