(Superliga) Dentro do Tijuca Tênis Clube, Fiat/Minas aplica 3 sets a 1 no Sesc-RJ

Fechando a 5ª rodada do returno da Superliga 2019/2020, o Fiat/Minas derrotou o Sesc-RJ por 3 sets a 1, parciais de 20/25, 21/25, 25/21 e 19/25, no ginásio do Tijuca Tênis Clube. Mesmo jogando fora de casa, o time de Belo Horizonte foi para cima desde o inicio de jogo e com grande atuação do levantador Rodrigo Ribeiro conseguiu anular o bloqueio adversário, além de fazer todos seus atacantes jogarem no máximo. Com o resultado, os mineiros seguem na 6ª colocação, com 24 pontos, enquanto os cariocas pararam nos 32 pontos e caíram para a 4ª posição.

O jogo desse domingo começou muito disputado, com os dois times se revezando na liderança do placar. O time do técnico Nery Tambeiro apresentou muita regularidade no ataque, mas, no início, encontrou um pouco de dificuldades para virar bolas na quadra adversária e, assim, o duelo esteve bem equilibrado (15 a 15). Na segunda metade do set, o time mineiro impôs muita velocidade no setor ofensivo e, desta forma, conseguiu vencer o set com boa diferença no placar: 25 a 20.

No segundo set, o Fiat/Minas dominou o Rio de Janeiro do início ao fim. O levantador Rodrigo distribuiu muito bem as bolas e Davy, Honorato e Lazo conseguiram colocar a bola na quadra adversária. O bloqueio também esteve bem e parou o ataque adversário. Quando a bola passou, o líbero Maique conseguiu recuperar e, nos contra-ataques, o time minastenista fez o jogo. Mais tranquilo e consistente, o time de BH abriu 2 a 0 no jogo: 25 a 21.

No terceiro set, a história mudou. O time carioca acertou a marcação, e o Fiat/Minas cometeu muitos erros de ataque e de saque. O Sesc-RJ começou abrir vantagem na metade do set (15 a 12). A partir daí, mais regular, os donos da casa assumiram o comando do jogo e aproveitaram de outras falhas minastenistas para vencer a parcial: 2 25 a 21.

O Fiat/Minas conseguiu conter a reação carioca, que ficou somente no terceiro set. O técnico Nery Tambeiro chamou a atenção do time, corrigiu as falhas e o time correspondeu em quadra. Com grande velocidade de ataque e muito seguro na defesa, o time mineiro fez o seu jogo e esteve à frente no placar o tempo inteiro. Por outro lado, o Sesc-RJ tentou se reerguer, mas parou no bloqueio minastenista. Desta forma, com muito mais consistência em quadra, o Fiat/Minas fechou em 25 a 19.

“Viemos de dois resultados ruins. Fomos para cima, para frente, conseguimos encontrar a vitória que era o mais importante hoje. A atitude me agradou. Fomos agressivos, o Sesc RJ tem campeões olímpicos, é um time muito forte e conseguimos impor nosso jogo”, disse o ponteiro Lazo.

“Podemos dar mais do que temos dado, mas é um grupo que está se esforçando a cada dia para mudarmos esse quadro, e hoje as coisas aconteceram ao nosso favor. O que esperamos é que nossa equipe jogue neste padrão e não oscile muito. Temos feito jogos bons e outros muito aquém, isso é minha maior preocupação, fazer a equipe ter um padrão. Jogamos bem hoje, mas temos que jogar bem sempre”, disse o técnico Nery Tambeiro.

O Sesc-RJ volta a jogar nesta quarta-feira, às 19h30min, diante do Denk Maringá Vôlei, no ginásio do Tijuca Tênis Clube. Já o Fiat/Minas volta a quadra apenas no dia 20, às 19h, contra o Sesi-SP, no ginásio da Vila Leopoldina.

Equipes:

Sesc-RJ: Matias Sanches, Wallace, Maurício Borges, Ademar, Flávio, Gustavão e Alexandre Elias (líbero)
entraram: Marlon, Arthur Nath e Daniel
técnico: Giovane Gavio

Fiat/Minas: Rodrigo Ribeiro, Davy, Honorato, Lazo, Matheus Bispo, Deivid e Maique (líbero)
entraram: Matheus Cunda, Bernardo Westaermann e Lucas Figueiredo
técnico: Nery Tambeiro

foto: Marcio Mercante

Comentários