(Superliga) Fora de casa, Sesc-RJ conquista vitória sobre o Vôlei UM Itapetininga

Jogando no ginásio Ayrton Senna, o Sesc-RJ derrotou o Vôlei UM Itapetininga por 3 sets a 1, parciais de 21/25, 19/25, 25/20 e 21/25, pela 2ª rodada do returno da Superliga 2019/2020. O time paulista até buscou equilibrar as ações e venceu um set, mas os cariocas tinham em Marlon e no ponteiro Ademar seus grandes diferenciais para fazer a equipe vencer fora de casa. Com o resultado, os comandados de Giovane Gavio chegaram aos 30 pontos e seguem na 4ª colocação, enquanto o time de Peu Uehara segue com 13 pontos, caindo para o 9º lugar.

Nos dois primeiros sets, o Sesc-RJ mostrou sua força, mesmo jogando fora de casa, com bom desempenho no saque e aproveitando os contra-ataques. O Vôlei UM Itapetininga até equilibrou um pouco as parciais em alguns momentos, mas nunca os cariocas tiveram a frente do placar ameaçada, sendo vitórias de 21 a 25 no primeiro set e 19 a 25 na segunda parcial.

No terceiro set, o Sesc-RJ acabou caindo de produção, errou de mais no side-out, o que fez o Vôlei UM Itapetininga volta a partida. Jogando com calma e tendo paciência na definição dos pontos, os donos da casa foram abrindo vantagem e tiveram tranquilidade para vencer por 25 a 20. Entretanto, no quarto set. os cariocas voltaram a mostrar um bom voleibol e dominando as ações fecharam em 21 a 25 a partida.

“Voltar aqui é sempre bom. Foi aqui que dei o start em minha carreira e sempre sou muito bem tratado. Mas todo esse carinho ficou no vestiário. Da minha parte e da deles, pois estavam o jogo todo tentando me desconcentrar e torcendo pelo time da casa. Mas é isso mesmo. O sentimento que fica para mim é de satisfação e de agradecimento”, disse o ponteiro Ademar, que foi titular na vaga de Jan Martinez.

“Jogamos muito bem nos dois primeiros sets e, depois, demos uma caída. Não deveria, é claro, mas o Itapetininga cresceu, começou a sacar melhor e nossa virada de bola acabou caindo de rendimento. No fim, vencemos, e levamos para casa um resultado importante. Seguimos com a nossa meta, que é estar entre os melhores”, analisou o técnico Giovane Gavio.

Agora o Sesc-RJ vira a chave de vez para a Copa Brasil. Na próxima sexta-feira, às 19h30min, o time carioca terá pela frente, às 19h30min, o Sada/Cruzeiro, em Jaraguá do Sul. Já o Vôlei UM Itapetininga só retorna as quadras no dia 1º de fevereiro, às 19h, quando enfrenta também o Sada/Cruzeiro, no ginásio do Riacho, em Contagem.

Equipes:

Vôlei UM Itapetininga: Matheus Winck, Alex, João Franck, Willian, Thales, Johan e Gian (líbero)
entraram: Nathan, Cristiano Torelli, Guilherme Garça e Felipinho
técnico: Peu Uehara

Sesc-RJ: Marlon, Wallace, Maurício Borges, Ademar, Flávio, Gustavão e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Alexandre Elias, Daniel, Matias Sanchez e Arthur Nath
técnico: Giovane Gavio

foto: Vôlei UM/Divulgação

Comentários