(Superliga) Em busca de mais uma vitória, Sesc-RJ encara o América Vôlei

Neste sábado, às 19h, o Sesc-RJ recebe o América Vôlei, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, pela 1ª rodada do returno da Superliga 2019/2020. Na 4ª colocação, com 26 pontos, o time comandado por Giovane Gavio só pensa em vencer para seguir na ‘briga’ pelas primeiras posições, enquanto a equipe mineira, hoje no penúltimo lugar, com seis pontos, tenta a vitória para escapar da zona do rebaixamento. A partida terá transmissão do Canal Vôlei Brasil. 

Após iniciar o ano de 2020 com uma vitória contundente sobre o Pacaembu/Ribeirão Preto, o Sesc-RJ quer ganhar mais um jogo dentro de casa. Apresentando um bom ritmo de jogo e evolução em vários fundamentos, o time carioca agora busca firmar um padrão de jogo para seguir crescendo na competição. Seis pontos atrás do líder Sada/Cruzeiro e a dois da vice-liderança, todos só querem saber de vencer. 

“A parada do final de ano nos fez bem em todos os sentidos. Tanto para descansarmos, tanto para treinarmos mais especificamente a equipe. Começamos o ano jogando bem, e agora precisamos manter a mesma pegada contra o América. Temos que entrar concentrados novamente para conquistarmos mais uma vitória e nos mantermos nesta crescente (...) Esse equilíbrio já era quase uma certeza. São várias equipes muito fortes, a pontuação está embolada, e cada detalhe vai fazer a diferença lá na frente. Temos que fazer um segundo turno consistente, buscando todos os pontos possíveis e vamos ver onde podemos chegar”, disse o técnico Giovane Gavio. 

“O América conta com um time jovem que com certeza vai vir com tudo para cima da gente. Mas vamos entrar concentrados para impor o nosso ritmo desde o início. Jogaremos em casa com a nossa torcida nos ajudando e temos tudo para buscar um resultado positivo”, declarou o central Gustavão. 

No América Vôlei, o objetivo é tentar buscar um melhor aproveitamento nos fundamentos, mesmo atuando fora de casa. O técnico Henrique Furtado compreende as dificuldades da próxima partida e tentou ao máximo preparar o time neste curto espaço de tempo entre um jogo e outro. Na 11ª posição, o que se sabe é que a equipe mineira precisa reagir e logo caso não queira ir para a Superliga B na próxima temporada. 

“É um adversário muito forte, com grandes jogadores em todas as posições. Vamos aproveitar esses dias entre uma partida e outra para estudar o adversário e buscar fazer uma partida melhor que a anterior para fazermos nosso time subir de nível e ser capaz de igualar os jogos diante desses grandes e tradicionais adversários. Com muita garra, determinação e luta vamos seguir buscando resultados melhores”, analisa o técnico Henrique Furtado, que também enfatiza a juventude do time e os aprendizados que a equipe vem agregando em cada partida. 

“Nossos jogadores são muito jovens, mas trabalham em uma intensidade muito alta para que possam jogar cada vez melhor. Estão aprendendo muito, principalmente entre eles com a experiência que cada um possui e que vão adquirindo com o tempo. Todos possuem uma enorme vontade de vencer e um grande potencial para continuarem sempre crescendo”, finalizou o treinador. 

Equipes:

Sesc-RJ: Marlon Wallace, Maurício Borges, Jan Martinez, Flávio, Gustavão e Tiago Brendle (líbero)
técnico: Giovane Gavio

América Vôlei: Rhendrick, Johansen, Pablo, Rammé, Lucas Fonseca, Renan e Lucas Bauer (líbero)
técnico: Henrique Furtado

foto: Marcio Mercante & Mourão Panda/América

Comentários