(Superliga) Dentro do Taquaral, Vôlei Renata derrota Vôlei UM Itapetininga

Jogando no ginásio do Taquaral, o Vôlei Renata fez valer o fator casa e derrotou o Vôlei UM Itapetininga por 3 sets a 0, parciais de 25/22, 25/16 e 25/19, pela 11ª rodada e última do primeiro turno da Superliga 2019/2020. O time de Campinas mostrou um grande volume de jogo desde o inicio do confronto, com destaque para o oposto Renan, principal pontuador da partida. Com o resultado, a equipe de Horacio Dileo chegou aos 22 pontos e segue no 5º lugar, enquanto o time de Peu Uehara parou nos 13 pontos e acabou caindo na tabela.

O Vôlei Renata teve que mostrar paciência para levar o primeiro set. Após ver o adversário largar em vantagem, os campineiros contaram com bom desempenho de Vaccari e Renan na virada de bola para se manterem no placar. A virada veio em bloqueio de Michel (11 a 10), mas o duelo seguiu equilibrado, com os dois times trocando pontos no ataque. Quem acabou fazendo a diferença foi a defesa do Vôlei Renata. Com o fundo de quadra ligado, a equipe da casa gerou oportunidade de contra-ataque, finalizado por Renan para se manter na frente (16 a 14). Os defensores do Taquaral seguiram causando problemas para o adversário, que passou a errar no ataque. Desta forma, os comandados do técnico Horácio Dileo ampliaram a vantagem e obrigaram os visitantes a pedirem tempo (20 a 16). Na reta final, Vaccari ainda anotou ace e os donos do Taquaral fecharam a parcial por 25 a 22 em erro de Itapetininga.

Os donos da casa não perderam o ritmo no começo do segundo set. Renan surpreendeu a linha de recepção do adversário com saque flutuado que terminou em ace (4 a 2). O oposto seguiu dando trabalho no serviço e os campineiros aproveitaram para ampliar a vantagem, obrigando os visitantes a pedirem tempo (6 a 2). A defesa dos donos da casa seguiu funcionando bem, tanto no fundo de quadra, gerando oportunidades de contra-ataque, quanto no bloqueio com Luís Fernando (12 a 7). 
Com ótimo aproveitamento na virada de bola, especialmente, com Renan, autor de sete pontos no fundamento, a equipe comandada pelo técnico Horácio Dileo seguiu comandando o placar e não teve problema para fazer 2 a 0, fechando a parcial em ataque rápido de Vaccari: 25 a 16.

Assim como no set anterior, Renan começou dando vantagem para o Vôlei Renata com ace (6 a 4). Contando com bom aproveitamento do ataque e erros do adversário, o time campineiro seguiu administrando a vantagem. Mesmo comandando o marcador, os donos da casa seguiram colocando Itapetininga em dificuldade no bloqueio com Michel (17 a 12). Foi justamente o paredão campineiro que fechou a partida. O levantador González fechou a porta do ataque adversário e garantiu o 3 a 0 no placar (25 a 19).

“É bom começar o ano com vitória, especialmente, contra um time duro como Itapetininga, que defende e ataca muito bem. Voltamos com intensidade, sem sentir essa parada no final do ano. O time está de parabéns pelo resultado e pelo que fez hoje dentro de quadra”, comentou o oposto Renan, maior pontuador do duelo com 19 acertos.

“É um 3 a 0 que não esperávamos. O primeiro foi de igual para igual até o 16 a 16, mas jogando fora de casa precisamos sempre tentar manter o placar igual, caso contrário fica difícil. Temos uma sequência complicada, mas é importante arrancar alguns pontos dos grandes que serão importante para lá no final”, afirmou o central Johan.

O Vôlei Renata volta a quadra no próximo domingo, às 20h, diante do Denk Maringá Vôlei, no ginásio Taquaral. Já o Vôlei UM Itapetininga pega o Fiat/Minas, no sábado, às 16h, na Arena Minas.

Equipes:

Vôlei Renata: Demian Gonzalez, Renan, Vaccari, Luis Fernando, Michel, Luizinho e Bello (líbero)
entraram: João Paolinetti e Bruno Canuto
técnico: Horacio Dileo

Vôlei UM Itapetininga: Matheus Winck, Alex, Pedro Cardoso, Willian, Thales, Johan e Gian (líbero)
entraram: Nicomedes, Nathan e João Franck
técnico: Peu Uehara

foto: Reprodução

Comentários