(Copa Brasil) Sada/Cruzeiro supera Sesc-RJ e chega a mais uma decisão

Na primeira semifinal da Copa Brasil, disputada na Arena Jaraguá, o Sada/Cruzeiro levou a melhor sobre o Sesc-RJ fazendo 3 sets a 1, parciais de 25/17, 21/25, 25/23 e 25/13. Com o resultado, o time celeste chega a mais uma decisão e vai em busca do pentacampeonato, sendo que na final terá pela frente o Sesi-SP, que passou pelo EMS Taubaté/Funvic. 

Wallace fez o primeiro saque do jogo, mas o Cruzeiro virou a bola e abriu 3 a 0. Em 6 a 1, Giovane parou a partida e pediu calma para o time voltar a rodar bola com tranquilidade. A parada funcionou e Flavio marcou o primeiro ponto de ataque da equipe carioca. Com dificuldade de marcar o ataque adversário, o Sesc-RJ viu a equipe mineira abrir 5 a 9. Aproveitando melhor as oportunidades, o Sada/Cruzeiro abriu 9 a 17. Wallace tentou ajudar a equipe carioca a esboçar uma reação, chegando a diminuir a diferença (14 a 18), mas o Sada/Cruzeiro se impôs e fechou em 17 a 25. 

O segundo set já começou com uma virada de bola do Ademar com muita precisão. O ponteiro não economizou na comemoração para mudar a energia da partida. O Sesc-RJ se manteve na frente pela primeira vez e abriu 6 a 3. Preciso na recepção, a equipe do Rio diminuiu os erros e não desperdiçou as oportunidades do duelo para abrir 10 a 5 com Gustavão inspirado. Sem deixar o adversário respirar, o Sesc-RJ fez 18 a 10 e mudou o ritmo do jogo. O Cruzeiro tentou reagir, mas o time do Rio não se intimidou e seguiu concentrado para buscar a vitória na parcial. Assim como no começo do set, Ademar apareceu também no final e fez mais um ponto importante deixando o time com uma boa vantagem (23 a 18) para fechar em 25 a 21. 

Ademar também começou bem o terceiro set com um ponto de bloqueio. A partida seguiu equilibrada e o jogador mais uma vez ajudou o Sesc-RJ com um ace (5 a 5). As viradas de bola seguiram consistentes e eram os saques que desequilibravam o jogo em alguns momentos. Um bloqueio triplo abriu 12 a 9 para equipe do Rio. Com 13 a 10 o saque carioca perdeu efetividade e o Sada/Cruzeiro aproveitou para encostar (16 a 17). Apesar de chegar bem ao vigésimo ponto, o Sesc-RJ abusou dos erros e o Sada/Cruzeiro virou e fechou o set com 23 a 25. 

Embalada a equipe mineira começou o quarto set sacando bem, enquanto o Sesc-RJ não conseguiu recuperar a concentração e viu o placar escapar aos poucos. Brendle fez uma bela defesa em um rally, Gustavão garantiu o ponto na bola de cheque e o Rio esboçou uma reação. Mas não foi suficiente. Com boa distribuição de Cachopa, o Sada/Cruzeiro abriu 10 a 17 e fechou o set em 13 a 25. 

“Foi um jogo difícil hoje, mas mostramos a nossa força. Nos momentos decisivos, confiamos uns nos outros e seguimos trabalhando para levar os pontos mais importantes da partida. Estou muito feliz de chegar a mais essa decisão, muito feliz de jogar no Sada/Cruzeiro, um time gigante e com imensa torcida. Espero que a gente consiga deixar todo mundo orgulhoso novamente amanhã”, comentou o ponteiro Perrin. 

“A gente pecou muito na virada de bola. A equipe deles é muito forte, então não dá para dar mole em nenhum momento. Se a gente não rodar bola no começo, no final fica difícil de recuperar, e foi o que aconteceu. Chegamos a ficar em vantagem em alguns momentos, mas não soubemos fechar o set e controlar a partida”, disse o ponteiro Ademar. 

A decisão da Copa Brasil ocorre neste sábado, às 20h30min, novamente na Arena Jaraguá, com transmissão do SporTV 2. 

foto: Divulgação/SECEL

Comentários