(Superliga) Sesc-RJ faz dever de casa e passa pelo Ponta Grossa Vôlei

Jogando no ginásio Tijuca Tênis Clube, o Sesc-RJ derrotou o Ponta Grossa Vôlei por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 26/24 e 25/20, pela 10ª rodada da Superliga 2019/2020. Apesar dos paranaenses forçarem bastante o saque e equilibrar alguns momentos do jogo, os cariocas acabaram fechando em sets diretos devido a maior qualidade e tranquilidade na hora de definir o jogo. Com o resultado, os comandados de Giovane Gavio chegaram aos 21 pontos e foram para a 3ª colocação, enquanto o time de Fábio Sampaio continua na lanterna, com apenas três pontos.

O time de Ponta Grossa começou a partida indo para ou nada contra o Sesc-RJ. Forçando no saque e com boa marcação de bloqueio, o Ponta Grossa abriu vantagem no início do set e seguiu liderando até fazer 12 a 16. O Sesc-RJ só conseguiu melhorar quando parou de desperdiçar saques. A inversão do 5 em 1 com Marlon e Daniel ajudou a igualar o set e conseguir a virada. Com um ataque de Wallace, o Sesc-RJ fez 21 a 20 e tomou a dianteira do placar pela primeira vez para fechar em 25 a 23.

No segundo set o Sesc-RJ voltou mais concentrado e sacando taticamente desestruturou o sistema de recepção de Ponta Grossa e abriu boa vantagem no set. Mas a equipe paranaense mostrou um forte poder de reação, buscou os pontos, empatou em 20 a  20 e abriu 20 a 23 com eficiência no saque e na defesa. Mas o Sesc-RJ voltou a ter lucidez e numa sequência de Gustavão buscou a desvantagem para fechar em 26 a 24.

No terceiro set Mauricio Borges deu lugar ao ponteiro Gabriel e o saque continuou ditando o ritmo da partida. Se aproveitando melhor do fundamento, o Sesc-RJ fez 10 a 6 jogando no contra-ataque. Com o levantador Sanchez imprimindo muita velocidade, tanto pelo meio de rede quanto pelas extremidades, o Sesc-RJ teve tranquilidade para fechar o set em 25 a 20.

“A nossa equipe sabia da dificuldade que iria encontrar, porque o Ponta Grossa já tinha feito bons jogos contra equipes grandes. Então nos comprometemos a vencer, de preferência por 3 a 0. Então mesmo encontrando dificuldade dentro dos sets, o nosso time venceu com muito mérito por ter conseguido atingir o objetivo e por ter conquistado o que se comprometeu”, disse o líbero Tiago Brendle, que foi eleito o melhor da partida.

“A vitória é essencial mas hoje a gente não conseguiu manter um padrão. Foi importante superar as adversidades, mas agora a gente descansa uns dias e volta a treinar depois do natal. Vai ser um período importante de treinos para a gente para começar 2020 em alto nível”, disse o técnico Giovane Gavio.

“Foi no detalhe, temos jogar com a energia lá em cima, se divertindo, mas claro com responsabilidade. Agora a equipe do Sesc-RJ tem muito equilíbrio, erram muito pouco, principalmente no final dos sets”, afirmou o ponteiro Robinho.

Após o recesso para as festas de final de ano, as duas equipes voltam a no dia 8 de janeiro. O Sesc-RJ encara o Pacaembu/Ribeirão Preto, às 19h30min, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, enquanto o Ponta Grossa Vôlei pega o Sada/Cruzeiro, às 20h, no ginásio do Riacho, em Contagem.


Equipes:


Sesc-RJ: Matias Sanches, Wallace, Maurício Borges, Jan Martinez, Flávio, Gustavão e Tiago Brendle (líbero)
entraram: Alexandre Elias, Marlon, Daniel, Arthur Nath, Tiago Barth e Gabriel
técnico: Giovane Gavio

Ponta Grossa Vôlei: Cesinha, Walla, Robinho, Peron, Dutra, Lucas Salles e Mendel (líbero)
entraram: Eric, Coxinha, Vinicius Cardoso e Mikael
técnico: Fábio Sampaio

foto: Marcio Mercante

Comentários