(Superliga) Na Vila Leopoldina, Vôlei Renata quebra invencibilidade do Sesi-SP

Na abertura da 6ª rodada da Superliga 2019/2020, o Vôlei Renata não se intimidou e venceu o Sesi-SP por 3 sets a 1, parciais de 25/17, 21/25, 15/25 e 23/25, no ginásio da Vila Leopoldina. O time de Campinas mostrou um nível alto de concentração, conseguindo virar o duelo após perder o primeiro set, para quebrar a invencibilidade do adversário. Com o resultado, os comandados de Horacio Dileo chegaram aos 10 pontos, ocupando a 5ª colocação, enquanto o clube paulistano parou nos 15 pontos, caindo para a 3ª posição.

A partida iniciou com o Sesi-SP impondo um forte ritmo de saque e bloqueio. Com destaque para a dupla de centrais Éder e Barreto. Mesmo com as variações do levantador González, o Vôlei Renata não conseguiu encaixar seu jogo e viu os donos da casa administrarem, com o levantador William trabalhando muito com o oposto Alan, o placar e fecharem o primeiro set em 25 a 17.

Os campineiros começaram a segunda parcial renovados. Com saque flutuante, Renan colocou o Vôlei Renata na frente após ace (4 a 2). O time visitante seguiu dando trabalho com o serviço variado e obrigou o adversário a pedir tempo após forçar erro de ataque (13 a 9). O Sesi-SP tentou reagir e chegou a encostar no marcador (14 a 13), mas Luís Fernando, em passagem pelo saque, deixou os comandados do técnico Horácio Dileo de novo na frente, mostrando volume na defesa e precisão nos contra-ataques (17 a 13). Consistente, a equipe de Campinas empatou a partida fazendo 25 a 21.

Embalado, o Vôlei Renata logo pulou na frente no começo do terceiro set em bloqueio de Luizinho (4 a 2). Quando os donos da casa tentaram reagir, o block campineiro voltou a aparecer, desta vez, com Michel (9 a 7). No saque de Vaccari, o time de Campinas deslanchou no placar. Quebrando o passe do adversário e anotando aces, o ponteiro comando a equipe visitante, que seguiu abrindo em bloqueio de Michel (14 a 8). O Vôlei Renata não deu chances ao adversário e aproveitou as oportunidades para ampliar. A vantagem chegou a nove pontos em ace de Canuto (20 a 11). Com larga vantagem, os comandados do técnico Horácio Dileo não tiveram problemas para fazer 25 a 15.

O Vôlei Renata não deixou o ritmo cair no quarto set, empurrado pela boa atuação de Renan, que parou o ataque do adversário e rodou contra-ataque para abrir vantagem no começo da parcial(11 a 8). O time campineiro manteve a mesma toada, com bom aproveitamento na virada de bola (15 a 11). Aos poucos, porém, os donos da casa encostaram no marcador e deixaram tudo igual na (20 a 20). Os comandados do técnico Horácio Dileo voltaram a apresentar volume de jogo no momento decisivo e retomaram a frente em contra-ataque de Renan com Vaccari no saque (24 a 22). Em erro de saque do Sesi-SP, o Vôlei Renata fez 25 a 23.

“Acho que todos da equipe se destacaram, estão de parabéns. Jogamos um jogo contra um adversário muito forte e de categoria, viemos de duas rodadas também difíceis como o Sesc-RJ e o Sada Cruzeiro. Fizemos um ótimo campeonato paulista, mas ainda faltava engrenarmos na Superliga. Esta partida foi muito equilibrada com dois times qualificados. Sofremos no primeiro set, mérito do adversário. Conseguimos encontrar nosso jogo nos sets seguintes, reagimos bem a essa pressão”, avaliou o levantador Gonzalez.

“Começamos muito mal, praticamente não jogamos. Mas conseguimos reverter o placar a partir do segundo. O que fizemos em quadra é reflexo do que a gente faz no treino, o professor Horacio (Dileo) está de parabéns. Tivemos que jogar o nosso melhor hoje para sairmos com mais uma vitória importante”, comentou o oposto Renan.

O Vôlei Renata volta a quadra no próximo domingo, às 20h, diante do EMS Taubaté/Funvic, no ginásio do Taquaral. Já o Sesi-SP encara o Fiat/Minas, no sábado, às 16h, na Arena Minas, em Belo Horizonte.

Equipes:

Sesi-SP: William, Alan, Éder, Barreto, Lucas Loh, Fábio e Murilo (líbero)
entraram: Victor Birigui, Matheus Brasília, Sidão, Daniel e Douglas Pureza
técnico: Rubinho

Vôlei Renata: Demian Gonzalez, Renan, Vaccari, Luis Fernando, Michel, Luizinho e Bello (líbero)
entraram: Melquis, Angellus, Paolinetti, Bruno Canuto e Robinho
técnico: Horacio Dileo

foto: Jéssica Teles/Sesi-SP

Comentários