(Superliga) Fiat/Minas leva susto em casa, mas supera Ponta Grossa Vôlei

Pela 9ª rodada da Superliga 2019/2020, o Fiat/Minas derrotou, de virada, o Ponta Grossa Vôlei por 3 sets a 1, parciais de 22/25, 25/20, 25/21 e 25/17, na Arena Minas. Após um primeiro set onde os paranaenses sacaram muito bem, os comandados de Nery Tambeiro pararam de errar e conseguiram contratar o restante da partida para conquistar a vitória. Com o resultado, o time de Belo Horizonte chegou aos 10 pontos e assumiu a 8ª posição, enquanto a equipe treinada por Fábio Sampaio segue na lanterna, com três pontos.

O Ponta Grossa Vôlei começou melhor no jogo e impôs dificuldade para a equipe minastenista na recepção. Sem estabilidade no passe, o Fiat/Minas cometeu muitos erros no início do set, e o técnico Nery Tambeiro parou o jogo (5 a 2). Na volta, o time minastenista equilibrou o jogo e encostou no placar. Mas, na reta final, os visitantes aproveitaram melhor as chances de ataque e fecharam a parcial em 25 a 22.

No segundo set, o técnico Nery Tambeiro promoveu as entradas do ponteiro Honorato e do oposto Davy no time que retornou para o jogo. Sem se abalar com a derrota no primeiro set, a equipe teve tranquilidade para trabalhar as jogadas e liderar o placar. O bloqueio foi um dos diferenciais da equipe, que abriu vantagem e controlou as ações do jogo. No fim, vitória minastenista por 25 a 20.

As equipes equilibraram forças no início do terceiro set. Ao longo da parcial, o Fiat/Minas impôs o seu ritmo de jogo e se manteve à frente no placar. Do outro lado, o time paranaense tentava reagir e encostou no placar (17 a 15), obrigando o técnico Nery Tambeiro a pedir tempo. Após a conversa com o treinador, o time minastenista voltou a trabalhar bem a virada de bola, aproveitou os contra-ataques e venceu mais um set, por 25 a 21.  

O quarto set começou com muitos erros de saque dos dois lados. Aos poucos, os times foram se acertando em quadra e pontuaram no ataque. Com boa distribuição de Rodrigo, o Fiat/Minas aproveitou mais as suas chances e assumiu a liderança. Novamente o Ponta Grossa tentou reagir, mas sem sucesso. O time minastenista aproveitou também as oportunidades de contra-ataque e disparou no placar. Assim, o time da casa fechou a última parcial em 25 a 17.

“Não entramos bem no primeiro set, fomos bem abaixo do que podemos, e também a equipe de Ponta Grossa jogou muito bem. Mas, graças a Deus, soubemos reverter. Começamos errando muito, mas precisávamos de frequência no saque para o nosso sistema defensivo funcionar melhor, tanto que bloqueamos muito e tocamos muito nas bolas. Fiquei feliz pelo reconhecimento, mas hoje foi uma vitória do grupo totalmente. O time todo está de parabéns”, afirmou o ponteiro Honorato.

“Ganhamos o primeiro set, mas foi também porque o Fiat/Minas errou muito. Não tiro os nossos méritos, mas no segundo set nosso passe descolou da rede e facilitamos para eles. Na sequência acabamos tendo problemas no side-out e não virar bola contra uma equipe qualificada fica difícil. No quarto set nos perdemos, com alguns erros de arbitragem (...) O crescimento da equipe já é notório, existe uma ansiedade natural, com sete peças que chegaram não faz um mês. Agora vamos enxugar um pouco esse período de recesso para tentar alcançar um pouco mais um padrão de jogo”, disse o técnico Fábio Sampaio.

As duas equipes voltam a quadra no próximo sábado. O Fiat/Minas encara o Pacaembu/Ribeirão Preto, às 17h, na Cava do Bosque, enquanto o Ponta Grossa Vôlei pega o Sesc-RJ, às 20h, no ginásio do Tijuca Tênis Clube.

Equipes:

Fiat/Minas: Rodrigo Ribeiro, Felipe Roque, Lazo, Lucas Ocampo, Deivid, Matheus Pinta e Maique (líbero)
entraram: Davy, Honorato, Matheus Alejandro e Lucas Figueiredo
técnico: Nery Tambeiro

Ponta Grossa Vôlei: Cesinha, Walla, Robinho, Peron, Dutra, Lucas Salles e Mendel (líbero)
entraram: Eric, Coxinha, Vinicius Cardozo, Marcos Paulo e Mikael
técnico: Fábio Sampaio

foto: Orlando Bento/MTC

Comentários