(Superliga) Em Contagem, Sada/Cruzeiro bate Sesi-SP e assume vice-liderança

No clássico da 9ª rodada da Superliga 2019/2020, o Sada/Cruzeiro derrotou o Sesi-SP por 3 sets a 1, parciais de 25/20, 25/20, 20/25 e 25/20, no ginásio do Riacho, em Contagem. Desde o início da partida, os mineiros apostaram no saque forçado e tiveram um ótimo desempenho. O time do técnico Rubinho reagiu no terceiro set, mas na sequência não conseguiu controlar novamente a força da equipe celeste. Com o resultado, a Raposa chegou aos 21 pontos e assumiu a vice-liderança, enquanto o clube paulistano parou nos 20 pontos e caiu para a 3ª colocação.

A partida começou bastante equilibrada, com as duas equipes forçando muito o saque e o torcedor fazendo muito barulho: 7 a 7. Com um cartão vermelho para o Sesi-SP, os donos da casa passaram na frente e na sequência um bloqueio fez o placar ficar 13 a 11. Essa pequena vantagem foi fundamental para a Raposa impor seu ritmo de jogo, sendo que o ponteiro Facundo Conte estava em grande noite: 19 a 15. Filipe, que entrou no lugar de Perrin, deu mais consistência no passe e foi importante para a vitória do Sada/Cruzeiro por 25 a 20.

Assim como a parcial anterior, o segundo set foi bastante equilibrado no inicio, novamente com as duas equipes forçando o saque: 6 a 6. Quando alguém conseguia abrir dois pontos de diferença, logo o adversário achava um bloqueio e tudo ficava igual: 12 a 12. Com alguns erros dos paulistas, o Sada/Cruzeiro conseguiu abrir boa vantagem: 19 a 17. E com Fábio sendo caçado no saque, os donos da casa foram pra cima: 22 a 18, sendo que no saque de Darlan na rede, os mineiros fizeram novamente 25 a 20.

Novamente o terceiro set começou parecido como os anteriores: 6 a 6. Entretanto, o Sesi-SP parecia mais tranquilo em quadra, trabalhando mais as jogadas e finalizando com mais consciência: 10 a 10. No Sada/Cruzeiro, a agressividade do saque acabou caindo, o que fez o adversário abrir boa vantagem: 14 a 18, com destaque para o ponteiro Lucas Loh. O bloqueio do Sesi-SP também começou a funcionar e no erro de saque de Isac, fecharam em 20 a 25.

No quarto set, o saque do Sada/Cruzeiro voltou a entrar, e com isso o time tomou conta logo do inicio da parcial: 8 a 6. O Sesi-SP acabou apresentando os mesmo erros do começo do jogo, perdendo a intensidade no saque e no ataque: 16 a 13, porém em determinado momentos os dois times erraram demais saque, mas por outro lado, Facundo Conte estava em grande noite: 18 a 14. No final, o clube paulistano tentou reagir, mas com belo saque de Otávio e bola de xeque de Isac, o Sada/Cruzeiro fez 25 a 20.

“Os dois primeiros sets foram realmente muito bons pra nós, jogamos praticamente em um nível máximo. No terceiro a galera deu uma baixada taticamente, nós perdemos um pouquinho o foco, mas depois voltamos e garantimos este importante resultado em casa. Nós crescemos bastante no Mundial, trouxemos isso para a sequência para a Superliga, e esse é o nosso objetivo, de jogar desta forma. Eu fico muito feliz de receber este troféu, de conseguir trazer este equilíbrio para o time hoje, e vamos com tudo para os próximos confrontos”, afirmou o ponteiro e capitão Filipe.

“Acho que a nossa rotação foi muito fraca, mesmo com passes bons não rodamos bem, uma parte por nossas falhas e outra porque eles também jogaram bem. Acho que a base do jogo foi o nosso ataque, onde não estivemos bem e isso foi crucial para o resultado do jogo”, afirmou Rubinho.

O Sada/Cruzeiro volta a quadra no próximo sábado, às 21h30min, diante do EMS Taubaté/Funvic, no ginásio do Abaeté. Já o Sesi-SP encara a Apan/Blumenau, no domingo, às 20h, no ginásio Galegão.

Equipes:

Sada/Cruzeiro: Fernando Cachopa, Evandro, Perrin, Facundo Conte, Isac, Otávio e Lukinha (líbero)
entraram: Luan, Rodriguinho Leme e Filipe
técnico: Marcelo Mendez

Sesi-SP: William, Alan, Éder, Barreto, Lucas Loh, Fábio e Murilo (líbero)\
entraram: Matheus Brasília, Victor Birigui, Daniel e Darlan
técnico: Rubinho

foto: Agênciai7/Sada Cruzeiro

Comentários