(Superliga) Com 28/26 no tie-break, Pacaembu/Ribeirão Preto bate América Vôlei

Jogando na Cava do Bosque, o Pacaembu/Ribeirão Preto venceu o América Vôlei por 3 sets a 2, parciais de 23/25, 25/17, 25/23, 27/29 e 28/26, pela 6ª rodada da Superliga 2019/2020. A partida foi bastante equilibrada, com as equipes disputando cada período com muita vontade, mas com os comandados de Marcos Pacheco tendo o bloqueio como grande destaque. O resultado fez o time paulista chegar aos quatro pontos e assumir a 9ª colocação, enquanto o Coelho, que tem a mesma pontuação, agora está no penúltimo lugar da tabela.

A partida começou bem equilibrada e as equipes disputando ponto a ponto, com direito a cartão amarelo para os dois lados logo no inicio: 6 a 7. A partir da metade da parcial, o América Vôlei começou a ser muito preciso no ataque e abriu 11 a 14. O duelo era bem disputado, com o Pacaembu/Ribeirão Preto buscando a reação, forçando o saque, porém errava demais neste fundamento: 18 a 20. No final, os mineiros seguraram a pressão e venceram por 23 a 25, após saque para fora de Rodrigo Leandro.

O segundo set começou bem disputado, com as equipes trocando pontos: 6 a 6, mas com bom trabalho de Pedro Telles, o Pacaembu/Ribeirão Preto melhorou nos contra-ataques e abriu 14 a 11, após ataque de Biella. O ritmo do time paulista era muito grande, com destaque para a linha de passe, comandada por Serginho, que fazia a bola chegar com qualidade para o levantador: 19 a 11. Para completar a boa vantagem, os donos da casa cresceram no bloqueio e no final, venceram por 25 a 17, após bola de segunda de Pedro Telles.

Assim como a parcial anterior, o inicio do terceiro set foi bastante equilibrado, com ninguém conseguindo abrir dois pontos de diferença: 8 a 7. Com lindo bloqueio simples de Caio Oliveira, o Pacaembu/Ribeirão Preto abriu 13 a 10, mas o América Vôlei não se entregou e seguiu pressionando, com destaque para o oposto Johansen: 19 a 17. No final, um toque na rede, fez os donos da casa abrirem 23 a 21, e a vitória veio por 25 a 23, após ponto de Wennder.

O quarto set começou com reclamações junto a arbitragem e mais equilíbrio em quadra: 5 a 5. O Pacaembu/Ribeirão Preto conseguia manter o nível de bloqueio e com Wennder neste fundamento fez 14 a 10. O bloqueio também foi importante para o América Vôlei, que conseguiu pressionar o ataque adversário e o placar ficou de 16 a 15. A vantagem dos donos da casa era mínima, mas ponto a ponto o duelo foi se arrastando: 24 a 24. Os comandados de Marcos Pacheco chegaram a ter dois match points, mas os visitantes tiveram paciência e viraram para vencer por 27 a 29.

O tie-break foi disputadíssimo. O Pacaembu/Ribeirão Preto conseguiu abrir uma leve vantagem no início: 7 a 4, mas com duas grandes defesas de Lucas Bauer (uma com o pé), os visitantes encostaram 9 a 8. Os dois treinadores exigiam um capricho no side-out, devido ao set ser mais curto, sendo que os mineiros chegaram a fazer 10 a 12, sendo que no 15 a 15 o que se viu foi muita emoção. Qualquer um poderia ganhar e no final, o time paulista venceu, com ponto de Biella, por incríveis 28 a 26.

“Realmente é uma vitória pesada. Quero avaliar o trabalho do nosso grupo, que vindo de uma derrota de 3 a 0 em casa, conseguiu ter essa superação mesmo em um jogo longo e intenso. O importante era conquistar a vitória para dar um astral maior. Este momento mostrou a força do nosso grupo e a nossa união”, afirmou o oposto Caio Oliveira, que anotou 17 pontos e foi eleito o melhor em quadra.

“O jogo foi muito equilibrado e decidido nos detalhes. Creio que, mesmo com a derrota, a equipe está de parabéns, pelo fato de termos seguido as recomendações do técnico e imposto o nosso ritmo sobre o adversário. Foi realmente definido no detalhe, em um tie-break longo, que uma bola fez a diferença. É um ponto importante para nós no campeonato. Agora, é descansar e focar em acertar os detalhes para, no sábado, estarmos mais preparados para tentar buscar a vitória", analisou o ponteiro Rammé.

As duas equipes voltam a quadra neste sábado. O Pacaembu/Ribeirão Preto enfrenta o Vôlei UM Itapetininga, às 18h, no ginásio Ayrton Senna, enquanto o América Vôlei recebe a Apan/Blumenau, às 20h, no ginásio Tancredo Neves.

Equipes:

Pacaembu/Ribeirão Preto: Pedro Telles, Caio Oliveira, Yago, Rodrigo Leandro, Wennder, Biella e Serginho (líbero)
entraram: Diego, Luisinho, Gabriel França
técnico: Marcos Pacheco

América Vôlei: Resley, Johansen, Pablo, Rammé, Lucas Fonseca, Renan e Lucas Bauer (líbero)
entraram: Rafael Bairros,  Kachel e Tiago
técnico: Henrique Furtado


foto: Rubens Okamoto/Pacaembu Vôlei Ribeirão

Comentários