Por um lugar em Tóquio/2020: Opostos

2019 está chegando ao seu final e o ano que se aproxima é de Olimpíada, mais precisamente em Tóquio. O Espaço do Vôlei resolveu fazer uma lista com os candidatos as 12 vagas na Seleção Brasileira sabendo que a tarefa do técnico Renan Dal Zotto não será das mais fáceis. Atual campeão, o time verde e amarelo é considerado um dos favoritos a medalha de ouro, ainda mais com a conquista recente da Copa do Mundo. 

Agora chegou a vez dos opostos (dois devem ser chamados) 

Wallace – Campeão Rio/2016, Wallace segue sendo o principal nome da posição na Seleção Brasileira. Mesmo sem ter vestido a camisa verde e amarela nas últimas competições (pediu dispensa para acompanhar o nascimento da filha), o jogador de 32 anos tem a confiança do técnico Renan Dal Zotto e mostrando pelo Sesc-RJ contra o EMS Taubaté;/Funvic, que pode fazer a diferença em jogos grandes. 

Alan – Aos 25 anos, Alan Ferreira de Souza foi MVP na última Copa do Mundo realizada no Japão. Desde que deixou o Sada/Cruzeiro, onde durante um bom tempo foi reserva de Wallace, vem mostrando um grande potencial, sendo um dos principais jogadores do Sesi-SP. Atualmente tem a melhor média pontos/sets da Superliga, com 4,69 e se manter o nível pode ser chamado para Tóquio. 

Evandro – Destaque do Sada/Cruzeiro, Evandro Guerra foi muito bem no Mundial de Clubes, realizado recentemente em Betim, que deu ao time mineiro o vice-campeonato. Campeão olímpico nos Jogos Rio/2016, o jogador de 38 anos tem experiência de sobra, porém perdeu um pouco de espaço na seleção após a prata no Campeonato Mundial de 2018, quando o Brasil perdeu a final para a Polônia, e com o crescimento de Alan. 

Felipe Roque – Constantemente chamado para as seleções de base, o oposto canhoto de 2,12m é considerado um jogador em crescimento e que precisar ganhar experiência, tanto que esteve com Renan Dal Zotto na Copa do Mundo, no Japão. Aos 22 anos, ele vem ouvindo com atenção o técnico Nery Tambeiro, do Fiat/Minas, e que consegue como poucos ‘lapidar’ jovens talentos. 

Renan Buiatti – Correndo por fora, o oposto de 2,17m é o grande nome do Vôlei Renata nesta temporada, sendo atualmente o maior pontuador da Superliga com 177 acertos. Com passagens pelo forte voleibol italiano, o jogador de 29 anos esteve em 2017 com a Seleção Brasileira na conquista da medalha de prata na Liga Mundial, realizada em Curitiba. 

foto: Erbs Jr./Sesc-RJ & Everton Amaro/Sesi-SP & Agênciai7/Sada Cruzeiro & Orlando Bento/MTC & Marco Riboli/Vôlei Renata

Comentários