(Superliga) Vôlei Renata leva sufoco, mas derrota Apan/Blumenau no Taquaral

Jogando no ginásio do Taquaral, o Vôlei Renata derrotou, de virada, a Apan/Blumenau por 3 sets a 1, parciais de 23/25, 25/22, 26/24 e 25/16, pela 2ª rodada da Superliga 2019/2020. Após um primeiro set bem equilibrado e decidido nos detalhes a favor dos catarinenses, o time de Campinas melhorou o desempenho a partir da segunda parcial, mas seguiu sendo pressionado pelo adversário. O saque e o bloqueio foram o grande diferencial, com destaque para o trabalho ofensivo dos centrais Luizinho e Michel. 

Com os dois times firmes na virada de bola, o duelo foi marcado pelo equilíbrio. Os campineiros usaram o saque para entrar na defesa adversária. Primeiro em ace de Michel (11 a 11), depois em dois pontos seguidos no serviço com Vaccari (16 a 14), que obrigaram o adversário a pedirem tempo. O time da casa seguiu em ritmo alto no ataque. Paolinetti salvou a bola na quadra do adversário e Angellus cravou na quadra de Blumenau (18 a 17). Apesar da vantagem, os comandados de Horácio Dileo não conseguiram manter a intensidade no ataque e a Apan/Blumenau saiu na frente: 25 a 23.

O Vôlei Renata manteve a concentração no segundo set em meio ao começo equilibrado. Desta vez, os campineiros usaram o bloqueio para segurar o adversário. Em passagem de González pelo saque, Luizinho fechou a porta de Blumenau, obrigando um pedido de tempo (12 a 9). Sem perder o ritmo, os donos da casa seguiram ampliando no ataque (15 a 10) e mostrando força no paredão. Luizinho e Renan conseguiram pontos de bloqueio seguidos e aumentaram ainda mais a diferença (22 a 16). Com a moral elevada, o time de Campinas levou a parcial em ataque de velocidade pelo meio com Luizinho: 25 a 22.

O começo do terceiro set foi dominado completamente pelo Vôlei Renata. Com volume de jogo e intensidade em todos os fundamentos, os donos da casa logo abriram boa vantagem em passagem de Canuto pelo saque (5 a 0). Na sequência, Michel anotou ace e manteve os campineiros na frente (7 a 1). No decorrer da parcial, no entanto, os visitantes conseguiram reagir e empataram (15 a 15). Vindo do banco, Luís Fernando deu um novo gás aos donos do Taquaral e retomou a vantagem após ace (21 a 19). Blumenau não desistiu e voltar a deixar tudo igual (24 a 24). No momento decisivo, o ataque campineiro funcionou bem e o Vôlei Renata fechou a parcial: 26 a 24.

O Vôlei Renata manteve o ritmo no quarto set e assumiu a frente do placar em contra-ataque de Canuto (9 a 7). Os campineiros seguiram ampliando com bom volume de bloqueio com González (12 a 10). Enquanto o block funcionava bem, Vaccari seguia castigando o time adversário no saque. Ele anotou dois aces seguidos e aumentou a diferença (15 a 10). Os donos da casa seguiram bloqueando e ampliando. Canuto e Luizinho pontuaram no fundamento e deixaram o Vôlei Renata na boa para levar a parcial (17 a 13 e 22 a 15). Em erro de ataque de Blumenau, os donos da casa fizeram 25 a 16.

“O prêmio individual sempre é bacana, mas acho que temos que ressaltar que a equipe jogou bem (...) Acho que temos que  pensar jogo a jogo, e a confiança cresce após uma vitória, mas temos que sempre nos preparar bem”, declarou o ponteiro Vaccari, eleito o melhor em quadra.

“A estreia não foi como nós queríamos, pegamos os atuais campeões e o jogo não foi fácil. Hoje começamos bem, o primeiro set bem equilibrado. Claro que temos muitas coisas para evoluir e esse último set não retrata o que foi o jogo em si, mas acho que tivemos um crescimento e tem muita Superliga ai pela frente”, disse o central Ialisson.

As duas equipes voltam a quadra na quarta-feira. O Vôlei Renata recebe o Fiat/Minas, às 21h30min, no ginásio do Taquaral, enquanto a Apan/Blumenau pega o Ponta Grossa Vôlei, às 19h, na Arena Multiuso.

Equipes:

Vôlei Renata: Demian Gonzalez, Renan, Vaccari, Canuto, Michel, Luizinho e Bello (líbero)
entraram: Angellus, Paolinetti e Luis Fernando
técnico: Horacio Dileo

Apan/Blumenau: Evandro, Franco, Iallisson, Samuca, Ricardo Jr., Daniel Muniz e Filipinho (líbero)
entraram: Kelvin, Jamelão, Lucaian, Dayan e Felipe Santos
técnico: André Donegá

Foto: Denny Cesare/Vôlei Renata

Comentários