(Superliga) Sada/ Cruzeiro leva susto, mas vence Vôlei UM Itapetininga no tie-break

O Sada/Cruzeiro levou um susto, mas venceu o Vôlei UM Itapetininga por 3 sets a 2, parciais de 25/19, 20/25, 19/25, 25/16 e 13/15, no ginásio Ayrton Senna, pela 3ª rodada da Superliga 2019/2020. Contando com o apoio da torcida, os donos da casa começaram melhor e venceram o primeiro set, porém na sequência, o time celeste se reencontrou em quadra e ganhou as duas parciais seguintes. Bem no saque e com destaque para o oposto Gabriel, a equipe paulista foi superior no quarto set, porém no tie-break, a Raposa mostrou sua força e levou a melhor.

O primeiro set iniciou com as duas equipes forçando o saque e buscando desestabilizar o passe adversário. Com grande atuação do oposto Gabriel, o Vôlei UM Itapetininga conseguiu abrir boa vantagem na metade da parcial: 16 a 11. O Sada/Cruzeiro tinha dificuldades no side-out e, mesmo com mudanças de Marcelo Mendez, não teve poder de reação. No final, o time paulista fechou em 25 a 19, após ponto de Pedro Cardoso.

No segundo set, o que se viu foi muito equilíbrio desde o início, com pressão nos saques, mas com o Sada/Cruzeiro encaixamento melhor o bloqueio: 12 a 13. O ponteiro Facundo Conte era bastante acionado, tanto que acabou sendo o maior marcador do time celeste na partida, com 15 acertos. Nos momentos finais da parcial, os mineiros abriram boa vantagem e no erro de ataque do adversário, após boa sequência de Fernando Cachopa, fecharam em 20 a 25.

O Sada/Cruzeiro voltou mais ligado no terceiro set e pressionou bastante desde o início, principalmente com o bloqueio, que tocava em quadra todas as bolas: 7 a 10. O Vôlei UM Itapetininga tinha dificuldades para virar, muito devido aos erros de passe a necessidade de Mateus Winck ter que jogar na maior distancia. Na reta final, os visitantes abriram cinco pontos: 15 a 20 e com certa tranquilidade fecharam a parcial em 19 a 25, após erro de saque de Willian.

No quarto set, o Vôlei UM Itapetininga voltou a sacar melhor e abriu grande vantagem logo no inicio: 4 a 1. Desatentos e errando demais, o Sada/Cruzeiro viu os donos da casa seguiram em vantagem na sequência: 9 a 4. Marcelo Mendez mudou o time com as entradas de Luan e Rodriguinho, o que ajudou no primeiro momento: 11 a 15, mas o oposto Gabriel (28 pontos na partida) foi fundamental para o time paulista não dar chances ao adversário e fazer 25 a 16.

No tie-break, o equilíbrio era evidente, com as duas equipes começando a forçar o saque, mas com vários erros também: 5 a 5. O Sada/Cruzeiro foi para a virada na parcial com 8 a 6, e com um ace de Rodriguinho o placar era de 9 a 11. Essa vantagem foi importante para os mineiros seguirem na frente e terem mais tranquilidade para virarem a bola e, no final, vitória por 13 a 15, após ataque do canadense Perrin.

“Estamos contentes porque conseguimos esta importante vitória. Em alguns momentos não conseguimos desenvolver bem o nosso jogo, mas depois conseguimos mudar, melhoramos e as coisas fluíram mais. Eles fizeram uma ótima partida hoje, foram bem no saque, no ataque. Ainda temos que trabalhar muito, para oscilarmos cada vez menos e conseguir manter os momentos bons o máximo de tempo possível. Vamos seguir trabalhando muito, pois temos muita coisa pela frente”, avaliou o ponteiro Facundo Conte.

“Jogamos contra um time muito forte, campeão mundial e da Superliga, eles tiveram que ralar para ganhar da gente. Acho que dá pra tirar muita a experiência (...) O principal foi ter ajudado a equipe e os 28 pontos, é conseqüência do trabalho de todos”, afirmou o oposto Gabriel.

O Sada/Cruzeiro volta a quadra no próximo sábado, às 19h, quando recebe o Denk Maringá Vôlei, no ginásio do Riacho, em Contagem. Já o Vôlei UM Itapetininga encara o Sesi-SP, no domingo, às 20h, no ginásio da Vila Leopoldina.

Equipes:

Vôlei UM Itapetininga: Mateus Winck, Gabriel, Pedro Cardoso, Willian, Thales, Johan e Gian (líbero)

entraram: João Franck, Nicomedes, Felipinho e Alex
técnico: Peu Uehara


Sada/Cruzeiro: Fernando Cachopa, Evandro, Perrin, Conte, Pingo, Isac e Lukinha (líbero)

entraram: Otávio, Luan, Filipe e Rodriguinho
técnico: Marcelo Mendez


foto: Márcio Ferrari

Comentários