(Superliga) Pacaembu/Ribeirão Preto endurece jogo, mas Sesi-SP vence na estreia

Em jogo válido pela 2ª rodada da Superliga 2019/2020, o Sesi-SP derrotou o Pacaembu/Ribeirão Preto por 3 sets a 1, parciais de 25/18, 21/25, 25/16 e 25/19, no ginásio da Vila Leopoldina. Após um primeiro set relativamente tranquilo, o clube paulistano viu os visitantes terem ótima atuação e empatarem o duelo. Na sequência, os donos da casa tiveram mais tranquilidade e com atuações seguras de William e Alan conseguiram vencer as parciais seguintes e fechar o duelo.

O primeiro set iniciou com as duas equipes errando bastante o saque, mas logo o Sesi-SP começou a melhorar no fundamento e abrir vantagem no placar. Com bom trabalho de bloqueio, com destaque para o central Barreto, os donos da casa foram aumentando a vantagem: 16 a 9. Com alguns erros de passe do Pacaembu/Ribeirão Preto, os comandados de Rubinho foram administrando o resultado e mesmo com uma certa recuperação dos visitantes (21 a 16), os paulistanos fecharam a parcial em 25 a 18. 

O Sesi-SP começou o segundo set desligado e com bom desempenho no saque do ponteiro Rodrigo Leandro, o Pacaembu/Ribeirão Preto abriu 1 a 5. Os donos da casa se recuperaram, mas o bom trabalho do levantador Luisinho, que acelerava bastante o jogo, prejudicava o bloqueio adversário: 4 a 10. Os visitantes seguiam com boa vantagem na parcial, com destaque para o líbero Serginho, que dominava o fundo de quadra: 11 a 15 e em determinado momento fizeram 15 a 20. Na reta final, o Pacaembu/Ribeirão Preto mostrou confiança e manteve a ponta no placar para fechar em 21 a 25. 

Com o levantador Luisinho seguindo em quadra, o Pacaembu/Ribeirão Preto não deixou o ritmo cair, porém o Sesi-SP estava mais atento e equilibrou as ações: 6 a 6. Com William conseguindo jogar com os centrais, os donos da casa conseguiram abrir vantagem: 11 a 8, mas o duelo era bastante disputado a cada lance. Com certa ansiedade na hora da definição, os visitantes acabaram errando em momentos cruciais e viram o adversário aumentar a diferença: 17 a 11. No final, o Sesi-SP voltou a ter confiança no saque e soltando o braço, com destaque para Alan, teve tranquilidade para fechar em 25 a 16. 

No quarto set, o Sesi-SP mostrou sua força desde o início e com o ponteiro Fábio em quadra desde o início teve um bom desempenho no side-out. Com o Pacaembu/Ribeirão Preto errando demais e querendo enfrentar o bloqueio adversário, os comandados de Rubinho conseguiram abrir vantagem: 14 a 11. A equipe de Marcos Pacheco tentava reagir, mas seguia errando demais, o que deixava o Sesi-SP tranquilo em quadra: 17 a 13. No final, vitória do clube paulistano por 25 a 19, após largadinha de Daniel. 

“Estrear bem, e em casa, é importante demais. Agora é um jogo atrás do outro, já temos mais um desafio na quinta-feira e temos que entrar sempre com tudo”, disse o ponteiro Fábio, eleito o melhor em quadra.

“Começar com vitória é sempre bom. Foi difícil, jogo longo, tivemos alguns problemas no segundo set, quando eles tiveram uma boa performance e não tivemos muita oportunidade de reverter o placar. Mas, no geral foi bom. É uma construção. A cada partida temos que ir organizando e melhorando a equipe”, explicou o técnico Rubinho.

“Não começamos muito bem o jogo, com o time muito frio, mas depois conseguimos crescer, as trocas funcionaram, o time melhorou para o segundo set, e infelizmente não conseguimos a vitória. O nosso time tem muito potencial para evoluir e só temos a crescer nessa Superliga”, afirmou o ponteiro Baesso.

O próximo compromisso do Sesi-SP será na quinta-feira, às 19h, contra o América Vôlei, novamente no ginásio da Vila Leopoldina. Já o Pacaembu/Ribeirão Preto volta a jogar na quarta-feira, às 19h30min, contra a EMS Taubaté/Funvic, na Cava do Bosque

Equipes:

Sesi-SP: William, Alan, Éder, Barreto, Lucas Loh, Victor Birigui e Murilo (líbero)
entraram: Daniel, Matheus Brasília e Fábio
técnico: Rubinho

Pacaembu/Ribeirão Preto: Pedro Telles, Caio Oliveira, Yago, Vitor Baesso, Wennder, Judson e Serginho (líbero)
entraram: Luisinho, Rodrigo Leandro e Kerber
técnico: Marcos Pacheco

foto: Sesi-SP/Divulgação

Comentários