(Superliga) Pacaembu/Ribeirão Preto e Sada/Cruzeiro jogam na Cava do Bosque

Neste sábado, às 19h30min, o Pacaembu/Ribeirão Preto encara o Sada/Cruzeiro, no ginásio Cava do Bosque, na estreia da Superliga 2019/2020. A equipe do interior paulista tem como grande novidade a presença do bicampeão olímpico Serginho, enquanto o time mineiro vem embalado pelo título estadual e com Isac e Fernando Cachopa, recém campeões da Copa do Mundo com a Seleção Brasileira. A partida terá transmissão do SporTV 2. 

Em sua segunda participação na elite nacional, o Pacaembu/Ribeirão Preto segue sob o comando do treinador Marcos Pacheco e teve como principal contratação para essa temporada o líbero Serginho. Apesar de ter um elenco recheado de jovens, a expectativa é de tentar colocar a equipe pela primeira vez nos playoffs, tanto que em um Campeonato Paulista de altos e baixos, a diretoria, mesmo sem grande aporte financeiro, foi anunciando boas contratações, como o levantador Pedro, ex-Vôlei UM Itapetininga, e o ponteiro Rodrigo Leandro, ex-São José Vôlei. 

“Sabemos que esse vai ser um jogo extremamente difícil, contra um time muito forte e sempre um dos favoritos ao título da Superliga. Mas, nós estamos trabalhando pesado e vamos tentar surpreender o adversário contando com o apoio da nossa torcida, que sempre comparece e nos ajuda muito”, afirmou o líbero Serginho. 

“É um grande prazer iniciar a segunda Superliga pelo Pacaembu/Ribeirão Preto. Essa é uma competição muito dura onde as equipes são montadas com objetivos diferentes, algumas sonham com o título, outras em chegar à uma semifinal ou quartas de final, outras brigam para não cair, então todos os jogos têm uma intensidade muito grande. Vamos enfrentar uma equipe tradicional, extremamente vitoriosa no primeiro jogo e que conta com um grande técnico e jogadores de qualidade. Sabemos da força deles, mas o jogo inicia em 0 a 0 e vamos tentar fazer um grande espetáculo”, disse o técnico Marcos Pacheco.

Pelo lado do Sada/Cruzeiro, que conquistou novamente o Campeonato Mineiro, mas acabou perdendo a Supercopa na última quinta-feira para o EMS Taubaté/Funvic, todos acreditam no potencial da equipe e na busca por mais um título de Superliga. Em relação a temporada passada, destaque para a chegada dos estrangeiros Facundo Conte e Gordon Perrin, porém um desfalque será o também ponteiro Rodriguinho, que deve receber uma punição preventiva da FIVB devido a questão de doping que ainda será julgada. 

“Jogamos bem no primeiro set, com o saque, bloqueio e o ataque funcionando, mas a partir do segundo set nós não conseguimos manter o ritmo, cometemos muitos erros, e errar contra o time de Taubaté é complicado. Agora nosso foco é na Superliga. A Supercopa foi preparatória, nossa equipe está evoluindo aos poucos, com todos treinando juntos há menos de três semanas, então temos muito ainda a crescer e precisamos trabalhar muito, porque a temporada é longa”, afirmou o capitão Filipe. 

“Em todo campeonato que entramos é para vencer. Temos um retrospecto espetacular nos últimos anos na Superliga e mais uma vez vamos entrar para brigar pelo título. É um torneio muito difícil, com muitos times que podem chegar ao primeiro lugar, times que se reforçaram muito. Estamos com um grupo novo, reformulado, com todos treinando juntos há pouco tempo e estamos pensando no entrosamento da equipe, em crescer como um time. Mas nosso objetivo é sempre fazer o nosso melhor, o nosso máximo, em qualquer campeonato, e vamos com tudo”, ressaltou o técnico Marcelo Mendez. 

Equipes:

Pacaembu/Ribeirão Preto: Luisinho, Caio Oliveira, Yago, Vitor Baesso, Wennder, Judson e Serginho (líbero)
técnico: Marcos Pacheco

Sada/Cruzeiro: Fernando Cachopa, Evandro, Perrin, Conte, Isac, Otávio e Lukinha (líbero)
técnico: Marcelo Mendez

foto: Vôlei Ribeirão & Agência i7

Comentários