(Superliga) EMS Taubaté/Funvic tem jogo duro, mas derrota America Vôlei

Pela 4ª rodada da Superliga 2019/2020, o EMS Taubaté/Funvic derrotou o América Vôlei por 3 sets a 0, parciais de 25/21, 25/23 e 29/27, no ginásio do Abaeté. Em todas as parciais, o time do Vale do Paraíba foi bastante pressionado, principalmente pelo bom desempenho do saque por parte dos mineiros. Entretanto, a maior experiência e o talento contaram na hora decisiva para a vitória em sets diretos.

O primeiro set teve um começo equilibrado. O EMS Taubaté/Funvic começou sacando melhor, forçando o serviço e complicando a recepção do adversário. O América Vôlei apostou na variação do saque, mas cometeu mais erros de recepção e a defesa não foi efetiva. O saque foi a principal arma taubateana, com ótimas passagens de Lucão, Lucarelli e Mohamed pelo serviço, a equipe da casa abriu vantagem na reta final do set e venceu por 25 a 21.

O segundo set foi bem equilibrado do início ao fim. O América variou bem o saque e conseguiu forçar mais erros do Taubaté. O time da casa respondeu sacando bem e trabalhando bem as bolas com os ponteiros. O América também teve ótimo aproveitamento com as bolas no centrais, e chegou a estar à frente no placar em alguns momentos. Com o jogo empatado em 23 a 23, Lucarelli fez a diferença em com dois saques poderosos, levaram o Taubaté a fechar o set em 25 a 23.

O terceiro set foi o mais equilibrado e nervoso da partida. O Taubaté manteve o saque forçado, mas o América engrossou o jogo, trabalhando bem na defesa e aproveitando os contra-ataques. Errando pouco e sacando bem, o time mineiro chegou a ter um set point, mas o EMS Taubaté Funvic teve nos ponteiros Lucarelli e Douglas Souza os homens decisivos, e conseguiu virar e fechar em 29 a 27.

“Hoje foi uma vitória muito importante, mais pelos três pontos, do que pela apresentação em si. Tivemos alguns momentos de desconcentração, momentos em que estivemos bem abaixo do que podemos e devemos render. Mas conseguimos passar por essas adversidades, uma equipe campeã tem que lidar com isso, saber vencer mesmo num dia em que as coisas não estão tão boas. Faz parte, e estamos numa crescente.”, disse o levantador Rapha.

“Acho que foi um jogo muito difícil, muito bem jogado pelos dois times. Nosso time precisava ser agressivo e conseguimos apresentar um padrão. Nos incomoda a derrota, mas ficamos felizes pelo desempenho dos atletas (...) Apresentamos uma evolução, conseguimos agredir mais no saque, com o equilíbrio entre alguns serem mais agressivos e outros atuarem mais na segura. Os desafios são grandes, a luta e a raça seguem com a pegada dos atletas”, afirmou o técnico Henrique Furtado.

Os dois times voltam a quadra no próximo sábado. O EMS Taubaté/Funvic encara o Vôlei UM Itapetininga, às 18h, no ginásio Ayrton Senna. Já o América Vôlei recebe, às 19h, o Ponta Grossa Vôlei, no ginásio Tancredo Neves.

Equipes:

EMS Taubaté/Funvic: Rapha, Alhachdadi, Lucão, Maurício Souza, Douglas, Lucarelli e Thales (líbero)
entraram: Renan, Petrus, Vissotto, Carísio e Rogerinho
técnico: Renan Dal Zotto

América Vôlei: Rhendrick, Johansen, Pablo, Rammé, Lucas Fonseca, Renan e Lucas Bauer (líbero)
entraram: Rafael Bairros e Kachel
técnico: Henrique Furtado

foto: Renato Antunes/Maxx Sports Brasil

Comentários