(Superliga) Em seu primeiro jogo em casa, Apan/Blumenau supera Fiat/Minas

Jogando no ginásio Galegão, a Apan/Blumenau derrotou o Fiat/Minas por 3 sets a 2, parciais de 25/22, 25/21, 21/25, 21/25 e 15/12, pela 4ª rodada da Superliga 2019/2020. Esse foi o primeiro jogo da equipe catarinense em casa e o apoio da torcida foi fundamental para os comandados de André Donegá soltarem o braço, com destaque para o oposto Franco, e venceram os dois primeiros sets. O time mineiro reagiu e conseguiu igualar a partida, porém, com muita confiança, os donos da casa foram vitoriosos no tie-break.

A Apan/Blumenau começou a partida com grande desempenho no saque e com o levantador Felipe Santos conseguindo distribuir bem o jogo: 11 a 7. O Fiat/Minas errava demais, principalmente no saque, mas em determinando momento encostou no placar: 18 a 17. Na reta final do primeiro set, o time catarinense conseguiu segurar a pressão e no ataque do oposto Franco fechou em 25 a 22.

O segundo set foi bastante equilibrado no inicio, com o side-out funcionando dos dois lados. 10 a 11. Ninguém conseguia abrir vantagem de dois pontos, até que o ponteiro Daniel aproveitou um contra-ataque e fez 22 a 20 para a Apan/Blumenau. No final, o lance foi fundamental para desestabilizar o Fiat/Minas, que errou mais e viu os catarinenses fecharem em 25 a 21.

Com 2 sets a 0 a favor, a Apan/Blumenau seguiu em ritmo forte para o terceiro set e conseguiu abrir boa vantagem: 13 a 10, com destaque para o oposto Franco. O Fiat/Minas, com um ace do argentino Lazo conseguiu igualar o marcador: 15 a 15 e a equipe mineira cresceu na partida. Com grandes rallys e contando com alguns erros do adversário, os visitantes, após saque para fora, fecharam em 21 a 25.

No quarto set, os donos da casa começaram melhor e abriram 9 a 7, após o bloqueio do central Samuca. Entretanto, o Fiat/Minas seguia melhorando no saque e nos contra-ataques, sendo que no erro de saque de Ialisson, os visitantes fizeram 13 a 15. Essa vantagem foi fundamental para a equipe mineira seguir na frente e ir abrindo ainda mais, sendo que no final o argentino Lazo explorou o bloqueio para vencer por 21 a 25.

No tie-break, Apan/Blumenau começou muito forte, com bom trabalho no saque e apostando muito na bola de segurança com o oposto Franco: 5 a 2. Na virada de quadra, os donos da casa tinha 8 a 5 no placar, uma vantagem bem considerável para um quinto set. No final, o Fiat/Minas chegou a reagir, mas com grande segurança, os comandados de André Donegá venceram por 15 a 12, após ataque de Ricardo Jr.

“A gente assistiu o jogo do Fiat/Minas contra o Vôlei Renata, vimos que eles tinham um grande defensivo e de saque e conseguimos neutralizar isso nos dois primeiros sets. Caímos um pouco no terceiro, acabamos cometendo erros que não estávamos tendo. Gostaríamos que não fosse assim, mas no tie-break melhoramos e conseguimos essa vitória importante”, declarou o oposto Franco.

“Temos um grupo muito novo e a cabeça desses jovens não aguenta muita pressão. Temos que fazer uma tranquilidade, mas que não nos torne omissos. Esse equilíbrio é muito difícil. Teremos, agora, um jogo dentro de casa e precisamos levantar a moral desses garotos. A Superliga é longa, estamos apenas no início e vamos em frente em busca de uma recuperação no próximo jogo”, comentou o técnico Nery Tambeiro.

A Apan/Blumenau volta a quadra no próximo domingo, dia 1º, às 20h, diante do Pacaembu/Ribeirão Preto, na Cava do Bosque. Já o Fiat/Minas não tem muito tempo para lamentar a derrota, pois recebe, nesta terça-feira, às 19h30min, o Denk Academy Maringá Vôlei, na Arena Minas.

Equipes:

Apan/Blumenau: Felipe Santos, Franco, Iallisson, Babu, Ricardo Jr., Daniel Muniz e Filipinho (líbero)
entraram: Samuca, Kelvin, Bernardo, Jamelão e Lucaian
técnico: André Donegá

Fiat/Minas: Rodrigo Ribeiro, Davy, Lucas Ocampo, Honorato, Deivid, Matheus Pinta e Maique (líbero)
entraram: Lazo, Bernardo, Lucas, Felipe e Matheus Alejandro
técnico: Nery Tambeiro


foto: Divulgação

Comentários