(Superliga) Em partida adiantada, Sada/Cruzeiro vence Sesc-RJ e vira líder

Em jogo adiantado da 7ª rodada da Superliga 2019/2020, o Sada/Cruzeiro derrotou o Sesc-RJ por 3 sets a 0, parciais de 25/17, 25/21 e 25/20, no ginásio do Riacho, em Contagem. Com grande desempenho no saque, os comandados de Marcelo Mendez foram para cima dos cariocas desde o inicio e não deram chances. O resultado fez o time celeste chegar aos 14 pontos e assumiu a liderança isolada da competição, enquanto a equipe do Rio de Janeiro para nos dez pontos e continua na 3ª posição.

A partida iniciou com as duas equipes forçando o saque e com o Sada/Cruzeiro tendo um melhor aproveitamento: 4 a 1. O Sesc-RJ tinha muita dificuldades na virada de bola, tanto que o placar chegou a ficar 6 a 1, obrigando Giovane Gavio a parar o jogo. Com boa distribuição de Fernando Cachopa, os donos da casa foram mantendo certa vantagem: 9 a 4. Em bloqueio sobre Wallace, os mineiros fizeram 12 a 7, sendo que o saque seguia entrando muito bem no lado celeste: 14 a 7. Os cariocas buscavam ‘entrar no jogo’, mas erravam muito no saque e via o adversário abrirem: 19 a 11. No final, com certa tranquilidade, mesmo com o Sesc-RJ tentando reagir, o Sada/Cruzeiro fechou o primeiro set em 25 a 17, após saque para fora de Maurício Borges.

Diferente da parcial anterior, o segundo set começou mais equilibrado, com o Sesc-RJ errando menos e tendo mais qualidade no side-out: 3 a 3. As equipes trocavam pontos e ninguém conseguia abrir dois de diferença no placar até o erro de ataque de Maurício Borges: 8 a 6. O Sada/Cruzeiro aproveitava melhor os contra-ataques e aumentou a vantagem para 12 a 8, sendo que na sequência o placar já marcava 18 a 14, após toque na rede dos cariocas. O Sesc-RJ tentava reagir e com Gustavão chegou a fazer 19 a 16, mas seguia errando demais, principalmente no saque. Por outro lado, o Sada/Cruzeiro, com destaque para o ponteiro Perrin, foi administrando a vantagem e fechou a parcial em 25 a 21.

Com 2 sets a 0 contra, o Sesc-RJ resolveu arriscar bastante e o saque começou a entrar e logo no inicio abriu 4 a 7. Após pedir de tempo de Marcelo Mendez, o time celeste conseguiu aproveitar melhor os contra-ataques e encostou 7 a 8, sendo que os cariocas tiveram paciência para controlar a pressão: 11 a 13. Entretanto, no belo saque de Evandro, com direito a bola de ‘xeque’ de Perrin, os donos da casa empataram a parcial em 14 a 14. Voltando a ter maior volume de jogo e bom aproveitamento no saque, o Sada/Cruzeiro abriu vantagem: 18 a 15. Com trabalho de bloqueio e boa distribuição de Fernando Cachopa, os mineiros foram abrindo: 21 a 16 e a vitória de 25 a 20, veio após ataque de Evandro explorando o bloqueio.

“Nos preparamos para uma partida dura, que de fato foi, mas nosso jogo de forma coletiva saiu muito bem hoje. Todos jogaram bem e esse troféu vai para um só, mas cada um tem uma participação nisso. O jogo saiu com alguns erros, mas é normal. Ainda estamos em evolução, construindo um caminho longo, mas estamos colhendo bons frutos já”, disse Fernando Cachopa, que complementou.

“Conseguimos ganhar de uma grande equipe, mas já tem outro jogo duro contra o time de Campinas, que vai ser difícil, mas precisamos continuar evoluindo e jogando bem. É essencial chegar com confiança na próxima semana porque vamos enfrentar alguns dos melhores tomes do mundo”, analisou o levantador celeste, que foi eleito o melhor em quadra.

“Nós jogamos de uma forma que não condiz com o nosso jogo. Temos que rever tudo que foi feito, o que não temos colocado em prática e ir para cima no próximo jogo. Vamos estudar os nossos erros e buscar novamente o caminho da vitória”, disse o ponteiro Mauricio Borges.


O Sada/Cruzeiro volta a quadra neste sábado, às 17h, quando recebe o Vôlei Renata, no ginásio do Riacho, em Contagem. No mesmo dia, às 21h30min, o Sesc-RJ encara o Fiat/Minas, na Arena Minas, em Belo Horizonte.

Equipes:

Sada/Cruzeiro: Fernando Cachopa, Evandro, Perrin, Conte, Otávio, Isac e Lukinha (líbero)
entraram: Luan e Rodriguinho Leme
técnico: Marcelo Mendez

Sesc-RJ: Marlon, Wallace, Maurício Borges, Jan Martinez, Flávio, Gustavão e Alexandre (líbero)
entraram: Tiago Brendle, Ademar, Daniel, Matias Sanchez
técnico: Giovane Gavio

foto: Agência i7/Sada Cruzeiro

Comentários