(Superliga) Denk Maringá faz valer fator casa e derrota Vôlei Renata

Na abertura da Superliga 2019/2020, o Denk Maringá Vôlei mostrou sua força dentro do ginásio Chico Neto e venceu o Vôlei Renata por 3 sets a 1, parciais de 25/18, 27/25. 19/25 e 26/24. Os comandados de Alessandro Fadul tiveram muita qualidade no saque e contaram com boa atuação do levantador Evandro, enquanto a equipe de Campinas sofreu muito na recepção e esteve abaixo do ritmo apresentado no Campeonato Paulista. 

O Vôlei Renata sentiu a pressão no saque do adversário e começou o duelo atrás no placar (10 a 6). Mesmo com as tentativas de Gonzalez usando o meio, os campineiros não conseguiram furar a defesa do adversário (18 a 15). O time visitante seguiu insistindo, mas Maringá, com destaque para o bom desempenho no saque, principalmente do levantador Everaldo, levou o primeiro set: 25 a 18.

Com uma nova postura no segundo set, o Vôlei Renata mostrou seu padrão de jogo do começo ao fim. O sistema defensivo funcionou bem e os campineiros assumiram o controle do placar (11 a 9) em contra-ataque de Renan. Os donos da casa foram para a pressão, mas o time visitante se segurou bem com Renan na virada de bola e manteve a parcial empatada (14 a 14). Aniversariante do dia, Michel conseguiu um bloqueio importante e garantiu a igualdade (21 a 21). No momento decisivo, o Vôlei Renata errou demais e viu o adversário fazer 27 a 25.

Com Vaccari no sexteto inicial para o terceiro set, o Vôlei Renata imprimiu um ritmo forte desde o início e logo saltou na frente do placar em bloqueio de Luizinho (6 a 4). Os campineiros não deixaram seu jogo cair e seguiram se impondo. Em contra-ataque de Michel, a vantagem aumentou (12 a 8) e Maringá foi obrigado a pedir tempo. Com o sistema funcionando bem, os comandados do técnico Horácio Dileo aproveitaram as oportunidades no ataque e seguiram no controle do placar (17 a 12). Sem perder a pegada, o Vôlei Renata fechou o set após erro do adversário: 25 a 19.

O quarto set foi carregado de equilíbrio. O Vôlei Renata chegou a estar três pontos atrás (9 a 6), mas passou na frente em contra-ataque de Luizinho (10 a 9). Os times trocaram pontos e se revezaram na frente do placar do começo ao fim. Os campineiros voltaram a comandar a parcial em contra-ataque de Renan (19 a 18), em passagem de González pelo saque. Mesmo assim, os donos da casa seguiram em cima e, em ace, fecharam a parcial por 26 a 24 e o jogo por 3 a 1.

“Sabíamos que tínhamos condições de pressioná-los, conseguimos ser bastante efetivos no saque e o jogo foi decidido nos detalhes. A estreia foi como gostaríamos que fosse, em um jogo que elevasse nossa performance, com um adversário que pressionou do início ao fim. Atingimos o objetivo, mas não podemos nos dar por satisfeitos, temos que agora traçar um novo objetivo para superar”, afirmou o técnico Alessandro Fadul, que aumentou o nível de exigência com a equipe nos últimos treinos e ressaltou que o trabalho vai continuar firme no decorrer da competição.

“O nível de exigência vai subindo no decorrer da competição, conforme nossos adversários. A exigência no dia a dia também tem que crescer, não só minha com eles, como deles com os companheiros e deles com eles mesmos. Então é natural o nível de exigência crescer, pois o desempenho também tem que crescer”, complementou o treinador.

O Denk Maringá Vôlei volta a quadra apenas no dia 20, às 19h, quando recebe o Sesc-RJ, no ginásio Chico Neto. Já o Vôlei Renata pega a Apan/Blumenau, no próximo sábado, dia 10, às 18h, no ginásio do Taquaral. 

Equipes:

Denk Maringá Vôlei: Everaldo, Alemão, Renato, Juninho, Victor Hugo, Rômulo e Fabio Paes (líbero)
entraram: Daniel Rossi, Alê e Gabriel Bertolini
técnico: Alessandro Fadul

Vôlei Renata: Demian Gonzalez, Renan, Luis Fernando, Canuto, Michel, Luizinho e Bello (líbero)
entraram: Vaccari, Angellus, Paolinett
técnico: Horacio Dileo

foto: Maringá Vôlei/Divulgação

Comentários