Sem conseguir um patrocinador, Botafogo desiste da Superliga 2019/2020

Os jogadores tentaram, a diretoria do voleibol buscou alternativas, mas infelizmente o Botafogo não disputará a Superliga 2019/2020. O alto escalão do clube, presidido por Nelson Mufarrej, está focado em investir qualquer esforço financeiro e administrativo para manter a equipe de futebol na elite nacional. Atualmente na 14ª posição do Campeonato Brasileiro, o Alvinegro está apenas três pontos de distância da zona do rebaixamento. 

Alguns atletas cogitaram a possibilidade de se comprometerem a iniciar a Superliga sem receberem os salários devidos pelo clube, algo em torno de quatro meses, porém sem um patrocinador em vista, o projeto acabou sendo encerrado. Entre os dirigentes que apoiam o voleibol do Botafogo, o clima é de tristeza, devido a grande campanha feita pela equipe na temporada passada, que culminou com o título da Superliga B. 

Nas redes sociais, com destaque para a página no facebook da equipe de voleibol do Botafogo, a mensagem de ‘Heróis em cada jogo’, além de ‘Guerreiros’ e uma legenda: ‘Voltaremos ainda mais fortes’. Curiosamente, mais de 800 curtidas na postagem, além de comentários de vários torcedores reclamando da postura da diretoria em abandonar o projeto de voleibol. 

Com a saída do Botafogo, ainda não oficializada pela Confederação Brasileira de Vôlei, a entidade que controla o voleibol nacional busca rapidamente uma solução. O Anápolis Vôlei (3º colocado da edição passada da Superliga B) seria o preferido, mas a questão envolvendo o CNPJ da equipe, que disputou anteriormente por Monte Cristo, pode ser um empecilho. O ingresso do Ponta Grossa Vôlei (11º colocado da última edição da Superliga) também é considerado complicado, pois o clube ainda tenta pagar algumas dívidas com atletas referentes a temporada passada. Outra opção seria a disputa da competição com apenas 11 clubes. 

foto: Divulgação

Comentários