(Paulista) EMS Taubaté/Funvic vence Golden Set sobre Vôlei Renata e leva o hexa

Foi um jogo digno de uma final. Emocionante, equilibrado e disputado até o final. Com o ginásio do Taquaral lotado, o EMS Taubaté Funvic conseguiu vencer o Vôlei Renata por 3 sets a 2, parciais de 23/25; 25/22; 25/17; 25/21 e 15/13, no segundo jogo da decisão do Campeonato Paulista. O resultado levou o duelo para o Golden Set, e os comandados de Renan Dal Zotto venceram por 25/22 e levaram o hexacampeonato. 

O Taquaral explodiu logo no começo do primeiro set, quando Canuto fechou a porta do ataque adversário e colocou o Vôlei Renata em vantagem (6 a 4). Os campineiros mostraram bom arsenal na virada de bola com os ponteiros durante as tentativas de reação do adversário e mantiveram o placar igual (14 a 14). Em passagem de Gonzalez pelo saque, os donos da casa assumiram a frente do placar após dois erros seguidos de Taubaté (17 a 16). Forçando o saque, a equipe de Campinas manteve o bom aproveitamento no ataque e contou com falha da recepção dos visitantes e cortada de Gonzalez para abrir 1 a 0: 25 a 23.

No segundo set, Taubaté pressionou os campineiros e abriu boa vantagem (14 a 10). Aos poucos, o Vôlei Renata começou a reação em passagem de Renan pelo saque, com ace e, em seguida, bloqueio de Luizinho (14 a 12). Na sequência, com Vaccari, os campineiros deixaram tudo igual (15 a 15). O equilíbrio seguiu até o final. Mesmo com o Taquaral empurrando o time campineiro, os visitantes deixaram tudo igual, fazendo 25 a 22. 

Sem conseguir repetir o mesmo desempenho na recepção, o Vôlei Renata viu o adversário abrir vantagem desde o começo do terceiro set e fazer 25 a 17. O time do técnico Horácio Dileo voltou mais ligado a partir da quarta parcial. Com o sistema defensivo funcionando bem, os campineiros obrigaram o adversário a gastar tempo após abrir vantagem (4 a 1). 

Com o saque entrando e Renan firme na virada de bola, a equipe mandante seguiu ampliando (16 a 10). Mesmo com as tentativas de reação do adversário, o Vôlei Renata não perdeu o padrão e criou oportunidades de contra-ataque finalizadas por Vaccari e Canuto para ampliar a diferença (22 a 18). Concentrado, o time campineiro não deixou o ritmo cair e forçou o tiebreak, fazendo 25 a 22. 

Na parcial de desempate, os campineiros começaram com ritmo acelerado e abriram vantagem em ace de Luizinho (7 a 5). A parcial seguiu igual do começo ao fim, com destaque para o ponteiro Vaccari, autor de sete pontos na parcial. Empurrado pela torcida, o Vôlei Renata deu trabalho no saque, mas Taubaté rodou a bola decisiva em cima da defesa campineira, fez 15 a 13 e levou o duelo para o Golden Set. 

GOLDEN SET - Com o Taquaral completamente em pé, o Golden Set começou com o Vôlei Renata na frente após bloqueio de Renan (4 a 2). Aos poucos, os donos da casa sentiram dificuldades na virada de bola e viram o adversário abrir vantagem. Sem deixar de acreditar nenhum momento e com a torcida ao seu lado, o time campineiro empatou a parcial em passagem de Renan pelo saque, com ace e ataque para fora do adversário (21 a 21). No detalhe final, para fechar o duelo, os comandados do técnico Horácio Dileo acabaram errando no ataque e viram o time rival fechar por 25 a 22, conquistando o título.

“Sensacional poder comemorar esse título. Nós ficamos praticamente cinco meses longe de casa defendendo a seleção, retornamos, e hoje conseguimos esse título em um jogo de superação. Poder ter minha família aqui comigo, celebrando mais essa conquista, é muito legal.”, disse o líbero Thales.

”É a sexta vez. Taubaté sempre chegando, conquistando o Paulista. Pessoal às vezes acha que um Paulista não tem tanta importância, mas sempre tem. Uma vitória, um título, sempre tem seu valor. Os meninos estão de parabéns pela superação. Mesmo chegando cansados do campeonato, o time tem essa capacidade de rodar os atletas. O time foi construído para isso, para vencer, chegar nos momentos difíceis e conseguir tirar o melhor. Acho que foi o que aconteceu. Na hora da decisão, a experiência, a bagagem fez diferença”, disse o oposto Leandro Vissotto, em entrevista ao SporTV, que não jogou as finais devido a uma lesão no tornozelo. 

“Foi um jogo nervoso, equilibrado e com bastante erro pelos dois lados, muito por conta do caráter decisivo da partida. Fizemos um grande jogo, demos nosso máximo, mas um dos dois precisa vencer. Poderia ter ido para qualquer um dos lados, mas acabou com Taubaté, que também jogou muito bem e mereceu”, comentou o técnico Horácio Dileo. 

Equipes:

Vôlei Renata: González, Renan, Vaccari, Canuto, Michel, Luizinho e Bello (líbero)
entraram: Melqui, Angellus, Luis Fernando e Lima
técnico: Horácio Dileo

EMS Tauibaté/Funvic: Rapha, Al Hachadadi, Douglas Souza, Lucarelli, Lucão, Maurício Souza e Thales (líbero)

entraram: Renan Bonora, Petrus e Lipe
técnico: Renan Dal Zotto



foto: Marcos Ribolli/Vôlei Renata

Comentários