Com abaixo-assinado online, São José Vôlei tenta viabilizar Superliga B

A Superliga B deve começar apenas em janeiro, mas o São José Vôlei sofre com a incerteza de ficar de fora da competição. Devido a uma ação judicial, os recursos do Fadenp (Fundo de Apoio ao Desporto Não Profissional) foram bloqueados, e a equipe busca alternativa, junto a jogadores, torcedores e opinião pública para sensibilizar os promotores e ter viabilizado o projeto. 

Com manifestações de jogadores e membros da comissão técnica nas redes sociais acabou se criando um abaixo-assinado online, buscando sensibilizar a promotoria do caso a rever a decisão que foi imposta. O documento já conta com mais de 2 mil assinaturas (Confira no link: http://bit.ly/2oBeZqD). 

Durante este período, o Clube da Escola do Corpo (mantenedora do São José Vôlei) também buscou encontrar soluções judiciais para o caso, entretanto as tratativas não foram possíveis, já que a promotora do caso tirou uma licença, logo após voltar de férias, e desta forma o caso continua paralisado com 95% do orçamento do São José Vôlei bloqueado, impossibilitando o pagamento de atletas, membros da comissão técnica e fornecedores. 

Confira o desenvolvimento do caso: 

No dia 14 de agosto, após ação movida pelo Ministério Público, a juíza Laís Helena de Carvalho Scamilla Jardim, da 2ª Vara da Fazenda Pública, concedeu uma liminar determinando a suspensão de repasses dos recursos financeiros do Fadenp (Fundo de Apoio ao Desporto Não Profissional) para todas as equipes esportivas de São José dos Campos com perfil profissional. 

Após uma liminar, se decidiu que a suspensão do repasse de verbas do Fadenp seria restrita à equipe adulta masculina de vôlei, temporariamente, até o julgamento dos recursos apresentados, sem data definida para ocorrer. 

Assim, o São José Vôlei foi a única equipe que sofreu com o bloqueio destes recursos, mesmo seguindo todas as normas presentes no Estatuto do Fadenp, pautadas na Lei Pelé de 1994, requisitadas pela Prefeitura de São José dos Campos. E desde então, o caso segue sem alteração, paralisado no setor judicial, lesando centenas de pessoas em torno do projeto a cada dia que se protela uma solução. 

foto: São José Vôlei/Divulgação

Comentários

  1. Esses senhores, ditos doutos da lei, deveriam saber o significado desse projeto e da economia gerada com os milhares de meninos e meninas que foram incentivamos a procurar o caminho do bem e não das drogas e da inutilidade. Deveriam sabe o quanto os pais são gratos ao SJ por esse trabalho bendito e quantos benefícios esse trabalho poupa de problemas achegar as cortes desses mesmos " doutores" que estão atrapalhando essa ação...pena!

    ResponderExcluir

Postar um comentário