Superliga 2019/2020 terá 100% das partidas com transmissão ao vivo

Em evento realizado no Hangar da GOL, no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, foi lançada oficialmente a 26ª edição da Superliga. Com a presença de representantes dos 24 clubes (naipes masculino e feminino), a cerimônia foi marcada por uma série de homenagens a ícones da modalidade, com destaque para a geração de prata/1984 e a de ouro/2004. 

A principal novidade da Superliga 2019/2020 será a transmissão de 100% dos jogos com a cobertura da televisão e da internet. Os jogos serão televisionados pelos canais SporTV e TV Cultura, além do Canal Vôlei Brasil, da TV NSports, com a transmissão de 150 jogos (aliado a entrada do Pay-Per-View), e do Globoesporte.com. 

“A CBV julga que a Superliga é o palco onde jogadores e comissões técnicas exibem todas as qualidades que possuem. Por isso achamos justo homenagear aqui hoje nomes tão importantes para a nossa modalidade. Nossa competição já se consolidou como a mais importante da modalidade no país e é uma das mais equilibradas no mundo. Esperamos mais uma temporada de muita emoção”, contou o diretor executivo da CBV, Radamés Lattari. 

“Mais uma temporada começa e cada ano que passa o nível só aumenta, espero mais um ano com muito equilíbrio. Nosso maior objetivo é chegar mais longe que na edição anterior, estamos trabalhando muito para alcançar isso. Temos um time com grandes passadores, o que deve ajudar muito o trabalho dos levantadores”, disse o oposto Wallace, do Sesc-RJ. 

A competição terá início no dia 9 de novembro e um dos destaques do regulamento está nos playoffs, pois os duelos de quartas de final, semifinais e finais serão todos disputados em série melhor de três. A série decisiva será em 19 e 24 de abril, e, caso seja necessário, o terceiro jogo será no dia 2 de maio. 

foto: Gaspar Nóbrega/Inovafoto/CBV

Comentários