(Paulista) Vôlei Itapetininga e Vôlei Renata abrem as semifinais nesta sexta-feira

As semifinais do Campeonato Paulista – Divisão Especial começam nesta sexta-feira, às 21h30min, quando o Vôlei UM Itapetininga recebe o Vôlei Renata, no ginásio Ayrton Senna. Os comandados de Peu Uehara chegam embalados pela inédita presença esta fase do Estadual, enquanto o time de Campinas, único invicto da competição, quer ir mais além e só pensa no título. A partida terá transmissão do SporTV. 

Com a quarta posição na fase classificatória, o Vôlei UM Itapetininga foi quem teve mais dificuldades para ingressar nas semifinais. Depois de perder o primeiro jogo para a Climed/Atibaia precisou ganhar o segundo jogo, em casa, e ainda o Golden Set. Entretanto, os jogadores garantem que estão focados em realizar uma boa partida no Ayrton Senna, contando com o apoio do torcedor. 

“Foi gratificante, a união do time para ganhar de Atibaia. Estamos estudando bastante o adversário e totalmente focados em Campinas para fazer um bom jogo aqui”, afirmou o oposto Gabriel. 

“A torcida mostra que faz a diferença e é impressionante como jogamos melhor dentro de casa”, disse o treinador Peu Uehara. 

O Vôlei Renata faz ótima campanha no Campeonato Paulista e chegou pela décima vez seguida na semifinal do torneio. Por trás da sequência de vitórias, destaque para o trabalho do assistente-técnico Ricardo Murbach e da comissão técnica, que superou os desafios da competição, mesmo com a ausência de Horácio Dileo (com a seleção argentina). 

“O Ricardo, desde a sua chegada, demonstrou ser um profissional qualificado e engajado. Na realidade, veio ocupar uma função complexa que exige muita dedicação, capacitação e mind set colaborativo. Ele se encaixou como uma luva na mentalidade do projeto, trazendo ideias novas e compartilhando com todos sua visão sobre formação de atletas e gestão de equipes. Além disso, agrega muito valor e está entregando resultados positivos”, comentou o coordenador técnico André Heller. 

O Vôlei Renata vem embalado com a série de resultados positivos e encarou uma sequência de três jogos em menos de dez dias, incluindo as vitórias nas quartas de final sobre São Judas Vôlei. Na semana, sem jogos, que antecedeu o duelo contra o Vôlei UM Itapetininga, o objetivo foi preparar o time em todos os fundamentos, principalmente o saque e o passe, que podem fazer a diferença no confronto. 

“Será um duelo bastante complicado, decidido no detalhe, então teremos que nos preparar bem. Ter uma semana cheia para preparação é importante para poder treinar com qualidade. Ainda temos que melhorar em alguns pontos e ajustar algumas coisas já pensando no que o adversário pode apresentar”, comentou o assistente-técnico, Ricardo Murbach. 

foto: Vôlei Itapetininga/Divulgação

Comentários