(Copa do Mundo) Sem dificuldades, Brasil vence a Tunísia e segue invicto

O Brasil segue imbatível na Copa do Mundo. Nesta sexta-feira, a Seleção Brasileira garantiu a oitava vitória em oito jogos disputados na competição que conta com o total de 11 partidas realizadas em 15 dias. Desta vez o resultado positivo veio sobre a Tunísia, por 3 sets a 0, parciais de 25/17, 25/14 e 25/13, em Hiroshima, no Japão. A campanha invicta deixa o time treinado por Renan Dal Zotto na liderança, com 24 pontos. 

Na partida de hoje, o central Isac foi o maior pontuador da seleção brasileira. Bastante acionado pelo levantador Fernando Cachopa, o jogador brilhou e comandou a pontuação da equipe verde e amarela, com o total de 13 pontos. 

“Primeiro sabemos que essa é uma competição longa, difícil e hoje quem estava de fora teve a oportunidade de jogar e dar um descanso a quem vinha jogando mais. Foi importante conseguirmos manter o nível, independentemente se estivemos pouco tempo em quadra nesse campeonato. E hoje quem estava fora nos deu muita força. Agora esse jogo já passou e temos que pensar no próximo”, disse o central Isac. 

“Nós conseguimos manter um ritmo de jogo muito forte, apesar de termos jogado com um time mesclado. Mantivemos um padrão muito forte no saque, bloqueio, defesa, recepção, e isso foi o diferencial para a nossa equipe hoje”, disse o ponteiro Maurício Borges. 

“Mais uma vitória importante. Hoje escolhemos começar com um sexteto diferente, já que estamos em uma sequência de jogos muito intensa e alguns jogadores já estavam sentindo um certo cansaço. A opção foi muito boa porque quem estava fora veio com muita vontade de jogar, determinação e os garotos estão de parabéns. Sabemos que qualquer um desses poderia estar jogando também como titulares”, concluiu o técnico Renan Dal Zotto. 

A competição terá uma folga na tabela neste sábado e o Brasil volta a jogar no domingo, às 3h (horário de Brasília), contra a Polônia, segunda colocada na tabela, com 21 pontos. O duelo terá transmissão ao vivo do SporTV 2. 

Equipes:

Brasil: Fernando Cachopa, Alan, Flávio, Isac, Douglas, Maurício Borges e Thales (líbero)
entrou: Felipe Roque
técnico: Renan

Tunísia: Nagga, Karamosli, Moalla, Mbareki, Slimene, Mosley e S. Hmissi (líbero)
entraram: Miladi, Bongui, Ayech, Miladi e Redissi
técnico: Antonio Giaccobe

foto: FIVB/Divulgação

Comentários