(Copa do Mundo) Com direito a lindo lance de Alan, Brasil derrota o Egito

Jogando novamente na cidade de Nagano, no Japão, o Brasil derrotou o Egito por 3 sets a 1, parciais de 25/19, 21/25, 25/19 e 25/22, em sua terceira partida na Copa do Mundo. Com o resultado conquistado nesta sexta-feira, o time treinador por Renan Dal Zotto soma nove pontos e está na liderança, sendo o único invicto até aqui na competição, já que venceu anteriormente Canadá e Austrália. 

Na partida de hoje o ponteiro Leal saiu como maior pontuador, com o total de 22 acertos (18 de ataque, três de bloqueio e um de saque). Já Alan foi responsável por um dos mais bonitos momentos do jogo ao fazer uma recepção com o pé, que acabou sendo um passe A para Bruninho e terminou com a definição do ponto com Maurício Borges. O oposto também se destacou na pontuação ao marcar 20 vezes (18 de ataque, um de bloqueio e um de saque). 

“Foi um lance um pouco diferente, que não estamos muito acostumados a ver no vôlei. Eu vi que a bola ia dentro, botei o pé e deu tudo certo. Foi na mão e conseguimos rodar”, contou Alan, que também falou sobre o valor do resultado positivo. 

“Foi uma vitória extremamente importante. Conseguimos manter nossa invencibilidade, fazendo três vitórias de três pontos em três jogos, e isso é muito bom para a sequência do campeonato, que é muito duro e contra adversários muito fortes”, complementou o oposto. 

“Conseguimos os três pontos diante de um time que fez uma excelente partida. Eles começaram de forma brilhante a competição e sabíamos que seria um jogo muito complicado. Agora é pensar na partida de amanhã e sabemos que cada jogo conta muito. Temos que encarar sempre como uma grande final. Hoje estamos felizes pela vitória sobre o Egito, que vem fazendo uma excepcional Copa do Mundo”, concluiu o técnico Renan Dal Zotto. 

A Seleção Brasileira já volta à quadra neste sábado, às 2h (horário de Brasília), quando terá pela frente a Rússia. O duelo terá transmissão ao vivo do SporTV 2. 

Equipes:

Brasil: Bruno, Alan, Lucão, Maurício Souza, Leal, Lucarelli e Thales (líbero)
entraram: Maurício Borges, Fernando, Felipe Roque, Douglas e Flávio
técnico: Renan Dal Zotto

Egito: Bekhit, Addelhay, Seoudy, Seliman, Shafik, Ahmed Omar e Ahmed Mohamed (líbero)
entraram: Hassan, Ewais, Atia, Masoud, Omar Hassan e M. Mohamed
técnico: Gido Vermeulen

foto: FIVB/Divulgação

Comentários