(CBI – Superliga C) Após grandes jogos, Ponta Grossa Vôlei leva título do Grupo C

Seis equipes entraram na quadra do ginásio CSU, em Araucária, atrás de apenas uma vaga para a próxima Superliga B. Após muitas disputas e grandes jogos, o Ponta Grossa/ Caramuru Vôlei ficou com o título, com uma campanha de cinco vitórias em cinco jogos, somando 14 pontos. Entretanto, mesmo terminando a competição de forma invicta, a equipe paranaense precisou suar a camisa para ser campeã. 

Na abertura da última rodada da chave, o Aero Clube conquistou sua primeira vitória ao bater o Clube do Remo por 3 sets a 1, parciais de 27/19, 25/21, 25/23 e 25/23, na sequência, o Ponta Grossa/Caramuru Vôlei entrou em quadra precisando vencer para ficar com a vaga e acabou derrotando o Tijuca Tênis Clube por 3 sets a 0, parciais de 25/12, 25/21 e 25/21. Fechando o dia e o torneio, a SMEL ASPMA Berneck venceu o Santos Vôlei/Praia Grande por 3 sets a 0, parciais de 25/20, 36/34 e 29/27, terminando na vice-liderança, com nove pontos, assim como o time do litoral paulista. 

Passando por uma reestruturação, o Ponta Grossa/ Caramuru Vôlei acabou rebaixado na edição passada da Superliga, porém não se inscreveu na Superliga B (na qual teria direito) devido a questões financeiras e para se adequar ao fair play da CBV. Com a participação do CBI – Superliga C e no Campeonato Paranaense, a intenção dos dirigentes é dar visibilidade ao time para acertar as pendências da temporada passada. 

Campeão da Superliga B em 2016, o Caramuru Vôlei tem alguns jogadores bem identificados com o projeto, como o líbero Mendel e o ponteiro Peron. Além deles, Fabio Sampaio, que na temporada passada estava como coordenador da equipe, assumiu novamente a função de técnico. Durante o CBI - Superliga C soube aproveitar a experiência, principalmente nos duelos contra o Santos Vôlei/Praia Grande (3 a 2) e SMEL ASPMA Berneck (3 a 1).

foto: Thiago Paes/Federação Paranaense de Vôlei

Comentários