Cachopa admite que temeu por participação na Copa do Mundo

Após a comemoração do título antecipado da Copa do Mundo, o levantador Cachopa foi o titular do Brasil na última partida na competição, contra a Itália. E foi dele o último ponto na vitória por 3 sets a 0, com um saque, o terceiro no confronto. Mas, apesar de toda felicidade, ele levou um susto na véspera da estreia da Seleção Brasileira no campeonato. Cachopa torceu o tornozelo direito durante o treinamento e temeu por sua participação. 

“Fiquei muito preocupado. No momento da torção passou pela minha cabeça ficar fora. Era muito em cima do campeonato, e ir somente com um levantador seria algo muito arriscado. Mas tive o melhor acompanhamento possível para que isso não acontecesse. Passei a morar praticamente no quarto da fisioterapia. Fizemos um intensivo e consegui estar em condições de jogo. Ainda não estou 100%, mas é devido ao curto tempo para recuperar. Fizemos o máximo para eu fazer tudo normalmente e agora já está bem tranquilo”, revela Cachopa, que jogou a competição com uma proteção no tornozelo. 

Cachopa, mais uma vez, teve participação decisiva em algumas partidas do Brasil na Copa do Mundo, ao entrar na inversão 5-1. Ao encerrar sua primeira temporada na seleção brasileira adulta, Cachopa revelou quais os momentos mais importantes em quadra. 

“A Copa do Mundo foi um campeonato importante para todo o vôlei nacional. É importante levar um título de expressão, onde várias equipes de alto nível participaram. Coroamos um trabalho que começou lá em maio, que foi longo, mas que trouxe resultados. E fechar a Copa do Mundo para o Brasil com um ponto de saque foi algo com valor emocional grande pra mim, de verdade (...) Com certeza, as duas viradas contra a Bulgária, no Pré-Olímpico, e contra a Argentina no Campeonato Sul-Americano”, afirma. “Mas foi uma temporada incrível. Tive a oportunidade de jogar, de disputar jogos de alto nível, fui bastante exigido, e acho que isso me fez crescer como atleta e como pessoa. Fico muito feliz e grato por ter feito parte desse grupo esse ano”, completa o levantador de 23 anos. 

foto: FIVB/Divulgação

Comentários