Botafogo desiste do Carioca e corre por patrocínio para não deixar Superliga

Campeão da Superliga B na temporada passada, o Botafogo corre sério risco de não disputar a Superliga 2019/2020, que começa no dia 9 de novembro. Em comunicado oficial, divulgado na tarde desta quarta-feira, a diretoria do clube alvinegro informou que o clube não disputará o Campeonato Carioca, no qual teria seu primeiro jogo hoje, ás 19h, contra o FME/Campos Vôlei, em General Severiano, pelas semifinais. 

De acordo com a nota, a disputa do Estadual estava condicionada a captação de recursos próprios para o projeto de voleibol do clube, já que devido a uma política de austeridade, as modalidades dos esportes gerais com grandes investimentos devem se rentabilizar. Além disso, fica explícita que a única possibilidade da equipe disputar a Superliga ou outras competições é com a chegada de um patrocinador. 

A diretoria de voleibol ainda busca alternativas para manter o projeto, porém chegou a se reuniu com os atletas para informar a situação e deixar a cargo de cada um o desligamento do time. O levantador Pedro e os ponteiros Leozinho e Hugo foram os primeiros a deixarem General Severiano e ser anunciados por outras equipes, porém alguns ainda ficam e sem receber salários na esperança da chegada de parceiros e apoiadores. 

A Federação de Volleyball do Rio de Janeiro ainda não confirma oficialmente, mas já recebeu o comunicado do Botafogo. Em breve a entidade deve classificar automaticamente o FME/Campos Vôlei para a decisão do Campeonato Carioca, que ocorre em dois jogos, sendo eles na próxima sexta-feira e no domingo, contra o Sesc-RJ. 

Já a Confederação Brasileira de Vôlei ainda não se pronunciou sobre o assunto, pois espera uma posição oficial do Botafogo sobre sua participação na Superliga 2019/2020. Entretanto, nos bastidores já se fala da possibilidade de inclusão do Anápolis Vôlei (3º colocado da última Superliga B, porém um fator a ser analisado é que na ocasião a equipe goiana atuava com o CNPJ de MonteCristo). 

foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Comentários