América Vôlei apresenta central Lucas Oliveira e oposto German Johasen

Já classificado para a fase final do Campeonato Mineiro e de olho na Superliga 2019/2020 que se aproxima, o América Vôlei apresentou, nesta semana, mais dois reforços. O central Lucas Oliveira, que disputou a última Superliga B pelo JF Vôlei, e o oposto da seleção argentina, German Johansen, que recentemente defendeu o Hypo Tirol Haching, da Alemanha. 

“Nosso histórico, em todas as boas campanhas recentes desde o Montes Claros Vôlei, é trabalhar com essa mescla de juventude e experiência. Apesar da pouca idade (24 anos), o Johansen tem histórico pela seleção da Argentina, e o Lucas disputou várias competições de alto nível nacionalmente. Estamos dando a oportunidade desses jogadores se desenvolverem ainda mais no América”, disse o gestor do América Vôlei, Andrey Souza. 

“Para mim é um orgulho estar no Brasil, disputando uma das maiores ligas de voleibol do mundo. Ter a oportunidade de estar aqui, representando as cores do América, é um motivo de grande orgulho (...) É uma equipe muito jovem e muito boa. Estamos com boas expectativas e creio que estamos preparados para enfrentar os desafios da melhor forma possível”, afirmou Johansen, que disputou a Copa do Mundo, no Japão. 

“O América vem acumulando bons resultados, conseguindo a classificação para a fase final com antecedência. Continuaremos trabalhando para manter esta fase durante toda a temporada, e eu darei o meu máximo para contribuir com a equipe”, disse o central Lucas Oliveira. 

Ainda quanto a elenco, segundo o jornalista Daniel Ottoni, do jornal O Tempo, o ponteiro Thiago Alves se desligou do elenco após conversa com a diretoria, porém não foi informado o motivo de sua saída. Dentro de quadra, nesta sexta-feira, às 20h, o América Vôlei enfrenta o Lavras Vôlei, no ginásio do Riacho, em Contagem. Atualmente na 4ª colocação, com 14 pontos, o Coelho busca a vitória para brigar pela vice-liderança. 

foto: América Vôlei/Divulgação

Comentários