CBI- Superliga C: Análise Grupo B

O Grupo B do Campeonato Brasileiro Interclubes – Superliga C contará com a presença de seis equipes e acontecerá no ginásio Embraco, na cidade de Joinville, em Santa Catarina. As partidas terão inicio no dia 2 e irão até o dia 6 de outubro, quando será definido quem fica com a vaga para a Superliga B. Confira abaixo a análise do Espaço do Vôlei sobre os participantes desta chave. 

A.A.V. Joinville (SC) – A cidade de Joinville, já contou com uma grande equipe, no caso a Unisul, e agora tenta retornar ao cenário nacional com a Associação dos Amigos do Vôlei. Com um projeto bem novo, a intenção é ir se reestruturando aos poucos, tanto que a equipe participa do Campeonato Catarinense e conseguiu levar a sede do grupo para o município. 

Olympico Clube (MG) – Tradicional clube de Belo Horizonte, o Olympico Club retorna a uma competição nacional, acreditando na força dos jovens de sua base. Aliás, escolinhas e categorias inferiores são o forte da equipe mineira, que estará na competição com vários atletas do Sub-19. 

Uberlândia Gabarito/Start Química (MG) – Com um projeto bem sólido, sede própria e uma comissão técnica dedicada, encabeçada por Manoel Honorato, o clube do Triangulo mineiro quer retornar a Superliga B, onde esteve em 2016 e 2017 para isso, a equipe foi buscar reforços no México, em uma parceria envolvendo a Academia do Vôlei. 

Vôlei Guarulhos (SP) – Sem a parceria com o Corinthians, Guarulhos manterá seu projeto através da Associação Social Esportiva Índios Guarus. A CBV aceitou a inscrição da equipe, apesar das reclamações de jogadores (como o central Riad) de salários não pagos referentes a temporada passada que ferem o acordo de Fair-Play Financeiro da entidade. Entretanto, os dirigentes garantem que negociando essas questões e com apoio da prefeitura de Guarulhos disputarão a Superliga C com uma equipe bem jovem. 

Náutico (PE) – A presença do Náutico (assim como o Sport Recife) mostra a força do voleibol pernambucano e o retorno do interesse desses clubes tradicionais na volta ao cenário nacional. No feminino, o Timbu vem mostrando sua força e por muito pouco não ingressou na Superliga B na temporada passada. Agora, no masculino, o objetivo é tentar aproveitar a base para romper a fronteira estadual. 

Liga Paraibana Esportiva (PB) – Desde 2017, os idealizadores do projeto tenta colocar a equipe na Superliga C. Após se filiar ao Comitê Brasileiro de Clubes, e ver uma maior estruturação em relação a formação de atletas e na presença de treinadores, o time paraibano estará na competição com vários jogadores da região e pelo que se sabe não vai faltar motivação e organização para o projeto decolar. 

Confira a tabela:

02/10 (quarta-feira)
16h - Olympico Club x Náutico
18h - Uberlândia Gabarito/Start Química x Vôlei Guarulhos
20h - A.A.V. Joinville x Liga Paraibana Esportiva

03/10 (quinta-feira)
16h – Olympico Club x Vôlei Guarulhos
18h – Uberlândia Gabarito/Start Química x Liga Paraibana Esportiva
20h - A.A.V. Joinville x Náutico

04/10 (sexta-feira)
16h – Vôlei Guarulhos x Liga Paraibana Esportiva
18h - Uberlândia Gabarito/Start Química x Náutico
20h - A.A.V. Joinville x Olympico Club

05/10 (sábado)
16h - Liga Paraibana Esportiva x Náutico
18h - Uberlândia Gabarito/Start Química x Olympico Club
20h - A.A.V. Joinville x Vôlei Guarulhos

06/10 (domingo)
16h – Náutico x Vôlei Guarulhos
18h - Liga Paraibana Esportiva x Olympico Club
20h - A.A.V. Joinville x Uberlândia Gabarito/Start Química

foto: Divulgação

Comentários