Oposto Wagner e ponteiros Djalma e Matheus Krauchuk disputarão Serie A2 Italiana

O Campeonato Italiano (Serie A1) é considerado um dos campeonatos mais fortes do mundo e estar neste grupo não é tarefa das mais fáceis. Para chegar lá é necessário passar pela Serie A2 e na temporada 2019/2020 três jogadores estarão nesta disputa representando diferentes equipes. Para dois deles, a competição não é nenhuma novidade, porém para o mais novo deles será um ‘teste de fogo’ na carreira. 

O oposto Wagner, revelado no Sesi-SP, fará sua segunda temporada na Serie A2. Depois de vestir a camisa do Kemas Lamipel Santa Croce, o jogador de 26 anos e 1,97m assinou com o Olimpia Bergamo e chega para ser a principal referência ofensiva da equipe, que na temporada passada ‘bateu na trave’ pelo acesso, ficando em 2º lugar, atrás apenas do Gas Sales Piacenza. 

“Quero agradecer a equipe pela oportunidade que me foi dada e estou ciente da responsabilidade que tenho com o Olimpia. Tenho certeza que teremos uma ótima temporada e porque não, também podemos alcançar Serie A1”, disse Wagner. 

O ponteiro Djalma conhece como poucos o campeonato italiano, tanto a Serie A1 quanto a Serie A2. Após disputar a última Superliga pelo Sesc-RJ, o também jogador de 26 anos e 2,00m volta a vestir a camisa do BCC Castellana Grotte, onde atuou de 2016 a 2018. Na temporada passada, a equipe acabou ficando na 14ª posição na elite italiana e agora tenta retornar com a chegada do brasileiro. 

Já o ponteiro Matheus Krauchuk terá sua primeira experiência no voleibol italiano. Revelado pelas categorias de base do Vôlei Renata. O jogador de 21 anos e 2,01m acertou com o Kemas Lamipel Santa Croce (ex-time de Wagner) e apesar da pouca idade chega com a experiência de já ter atuado no exterior, no caso o All-Najma, do Bahrain. 

foto: Santa Croce/Divulgação

Comentários