Com base forte, Clube do Remo busca novos objetivos com a Superliga C

O Clube do Remo quer voltar ao cenário adulto nacional e, por conta disso, está inscrito para a disputa do Campeonato Brasileiro Interclubes – Superliga C. Realizando boas campanhas nas competições no Pará, além de um belo trabalho feito na base, com conquistas no Sub-23, no Sub-21 e no Sub-19, o tradicional clube de Belém almeja ultrapassar as fronteiras do Estado. 

No início de agosto, a equipe Sub-21 do Remo encarou o Campeonato Brasileiro Interclubes da categoria, realizado no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro. Enfrentando adversários fortíssimos, a equipe do Pará (única representante do Norte) terminou na 7ª colocação, a frente do Náutico (único representante do Nordeste) e atrás de Sada/Cruzeiro (6º), Fluminense (5º), Botafogo (4º), Tijuca (3º), Flamengo (vice) e Minas Tênis Clube (campeão). 

No Campeonato Paraense, apesar de vencer o primeiro turno ao bater na decisão a Tuna Lusa por 3 sets a 1, parciais de 14/25, 25/15, 25/17 e 25/20, o Clube do Remo se vê injustiçado na competição. Isso porque, a final do segundo turno foi anulada pela Federação Paraense de Vôlei, que puniu três jogadores, o técnico Edson Wander, além do também treinador e dirigente Zeca Sodré. Até o momento, a FPV não divulgou uma nova data. Já no Sub-23 e no Sub-19, o Clube do Remo conquistou o título, sendo o último de forma invicta. 

Curiosamente, além do Clube do Remo, o Paysandu Sport Club (outra equipe tradicional do Pará) se inscreveu para a disputa do Campeonato Brasileiro Interclubes – Superliga C. Resta saber se as duas equipes manterão suas inscrições para quem sabe termos um clássico Re-Pa no voleibol. 

foto: Divulgação

Comentários