(Pan/2019) Thiaguinho diz que final de Toronto/2015 serviu de lição

A Seleção Brasileira estreia na próxima quarta-feira, contra o México, nos Jogos Pan-Americanos de Lima/2019. Para o levantador Thiaguinho, reserva da equipe no Pan de Toronto, em 2015, a derrota para a Argentina, de virada, na decisão do título, segue engasgada na garganta. O time brasileiro vencia por 2 sets a 1, e o quarto set com três pontos de vantagem, mas acabou perdendo por 3 a 2. 

“Aquela final, em 2015, ficou entalada na garganta porque deixamos o jogo virar. Esse episódio até nos serve de lição. Se nosso time quiser ser campeão, vai ter que construir uma constância dentro da competição. Várias seleções vão para brigar pelo título, como Cuba, Estados Unidos, Canadá e, obviamente, a Argentina. Faremos de tudo pra trazer o título de volta para o Brasil”, ressalta Thiaguinho. 

De Toronto para cá, o jovem levantador de 25 anos amadureceu. Na atual temporada, Thiaguinho teve a oportunidade de disputar a Liga das Nações com a Seleção Brasileira, sendo, inclusive, responsável por algumas viradas do time na competição, especialmente, contra o Irã. 

“Estou mais maduro, com certeza. Quatro anos já se passaram e vivi várias experiências que me fazem muito bem preparado para esse desafio. O fato de eu ter jogado os últimos Jogos Pan-Americanos, mesmo como reserva, pode ser importante por já ter vivenciado o formato da competição e saber da importância do que é uma medalha para o Time Brasil”, afirma. 

O Brasil está no Grupo B e, além do México, enfrentará o Chile (1/8) e os Estados Unidos (2/8). Na outra chave jogarão Argentina, Peru, Cuba e Porto Rico. Classificam-se para as semifinais, que acontecerão no dia 3 de agosto, o primeiro colocado de cada chave. A decisão da medalha de ouro acontecerá no dia 4. 

foto: FIVB/Divulgação

Comentários