(Superliga) Sesi-SP vence EMS Taubaté/Funvic e decisão vai para o 5º jogo

O Sesi-SP deixou tudo igual no playoff melhor de cinco pelas finais da Superliga 2018/2019. Jogando na Arena Suzano, a equipe paulistana superou o EMS Taubaté/Funvic por 3 sets a 1, parciais de 25/22, 25/23, 18/25 e 25/21. Com o resultado, a série está empatada em 2 a 2 e o quinto e decisivo jogo, que ocorre no próximo sábado, dia 11, definirá o campeão. 

A decisão começou com extremo equilíbrio, com as duas equipes forçando o saque. A EMS Taubaté/Funvic começou apostando bastante nas bolas pelas pontas, com destaque para o ponteiro Lucarelli, um dos mais acionados no início do set. Pelo lado do Sesi-SP, o saque forçado funcionou bem e a equipe paulistana complicou bastante a recepção do Taubaté. O Sesi-SP conseguiu abrir vantagem de três pontos na metade do set, mas os taubateanos reagiram com a entrada de Uriarte e Abouba. Errado menos, o SESI conseguiu se manter à frente pela vantagem mínima. A equipe chegou a fazer 25 a 21, mas o Taubaté pediu desafio, alegando um toque na rede, confirmado pelo vídeo. No lance seguinte, após uma disputa de bola, o Sesi-SP conseguiu fechar em 25 a 22. 

O segundo set começou novamente equilibrado. A EMS Taubaté/Funvic passou a apostar em maior variação de saque. O Sesi-SP continuou impondo pressão na recepção taubateana com o saque forçado, conseguindo boa efetividade e aproveitando bem os contra-ataques. Ainda no primeiro terço do set, o Sesi-SP abriu três pontos de vantagem. O Taubaté foi buscar a diferença em uma ótima passagem de Facundo Conte pelo saque. O jogo seguiu equilibrado na reta final do set, com as duas equipes se alternando no placar. O Taubaté continuou apostando no saque variado. O Sesi-SP também mudou sua forma de sacar e forçou mais erros de passe do Taubaté. O time da capital conseguiu abrir vantagem e fechou em 25 a 23. 

O terceiro set começou com o Taubaté variando o saque e conseguindo complicar a recepção do Sesi-SP. Com boa efetividade no bloqueio e errando menos, os taubateanos impuseram boa pressão e conseguiram se sobressair nos primeiros momentos do período. Mais concentrados e com mais agressividade, a EMS Taubaté/Funvic encaixou boas sequências de saque e os contra-ataques foram decisivos. A equipe construiu boa vantagem e administrou para fechar o set em 25 a 18. 

O quarto set também teve começo equilibrado, com as duas equipes tendo boa efetividade nos seus ataques. O Sesi-SP encaixou uma boa sequência de saques táticos com o levantador William, e conseguiu abrir vantagem de três pontos. O Taubaté logo reagiu com bom trabalho defensivo e dos bloqueadores. O Sesi-SP retomou o controle do jogo com boa variação do saque e passando a errar bem menos. O técnico Renan Dal Zotto continuou mexendo na equipe, e o oposto Leandro Vissotto voltou para o jogo virando bolas importantes, mas a reação não foi suficiente para evitar que o Sesi-SP, melhor na defesa na reta final, fechasse o set em 25 a 21. 

“São duas equipes do mais alto nível, os jogos estão espetaculares. Bonitos para o público, divertido para nós jogarmos, uma série digna de final de Superliga, do voleibol brasileiro. Não podemos pensar lá na frente, é uma disputa de cinco jogos, o que ocorre em um jogo ou outro não pode influenciar para a sequência. Se tivéssemos vencido, também não poderia influenciar. Temos que ter maturidade para entrar na partida preparados, sem dar um passo em falso. As duas equipes são muito competentes. Chegar concentrado, jogar o jogo, foi isso que fizemos muito bem”, disse o ponteiro Lipe, que marcou 15 pontos na partida. 

“Tivemos uma retomada para a forma como nós jogamos o campeonato, principalmente na fase final. Suportamos os momentos de dificuldades, conseguimos segurar a pressão adversária no saque, mantendo nosso equilíbrio. O erro vai acontecer, mas é preciso saber manobrar essas situações mentalmente. Acredito que fizemos isso melhor, mais próximo do que temos feito ao longo da temporada”, afirmou o técnico Rubinho. 

“Foi uma partida muito equilibrada, duas equipes que estão disputando tudo ponto a ponto. E sabíamos que seria assim, no quinto jogo não será diferente. Vai ser disputado lá em cima, em um nível muito alto. Eles tiveram a torcida a favor na semana passada e nós vencemos, hoje nós tivemos a torcida e eles nos superaram. Temos que esfriar a cabeça agora, rever o que fizemos de bom, o que fizemos de ruim, e nos preparamos para esse quinto jogo", analisou o técnico Renan Dal Zotto. 

Equipes:

EMS Taubaté/Funvic: Rapha, Vissotto, Conte, Lucarelli, Lucão, Otávio e Thales (líbero)
entraram: Douglas Souza, Abouba, Uriarte, Athos, Fabiano e Renan
técnico: Renan Dal Zotto

Sesi-SP: William, Alan, Lucas Loh, Lipe, Éder, Gustavão e Murilo (líbero)
entraram: Evandro, Franco, Douglas Pureza e Barreto
técnico: Rubinho

foto: Gaspar Nóbrega/Inovafoto/CBV

Comentários