Após marcar história no clube, líbero Serginho deixa o Sada/Cruzeiro

A história de conquistas do Sada/Cruzeiro meio que se misturam com a carreira vitoriosa do líbero Serginho. O jogador chegou em 2010, com a expectativa de fazer uma boa temporada na nova equipe. Desde então, se passaram nove anos de muitos títulos estaduais, nacionais e internacionais, no quais escreveu sua história com a camisa celeste. 

Com 40 anos, nove deles dedicados ao Sada/Cruzeiro, Serginho acumulou dezenas de títulos e também muitos prêmios individuais pela Raposa. Foram exatamente 34 troféus, entre eles o histórico tricampeonato no Mundial de Clubes, o hexa da Superliga e Sul-Americano, além do tetra da Copa Brasil. 

“É um jogador que honrou o nosso projeto, que vestiu como poucos essa camisa e que representou muito bem o Sada/Cruzeiro ao longo de tantos anos e tantos campeonatos. É um atleta com espírito vencedor e guerreiro, que não gosta de perder. Me sinto muito triste por esta despedida. Meu caro Serginho, nossa eterna gratidão”, afirmou o presidente celeste, Vittorio Medioli. 

foto: Renato Araujo/Sada Cruzeiro

Comentários