(Superliga) EMS Taubaté/Funvic dá o troco no Sesi-SP e empata série final

Tudo igual na decisão da Superliga 2018/2019. Depois de ser superado na casa do adversário e sair em desvantagem na série melhor de cinco jogos, o EMS Taubaté/ Funvic bateu o Sesi-SP por 3 sets a 0, parciais de 25/23, 25/22 e 25/20, no ginásio Abaeté. Agora, uma vitória para cada lado na disputa que terá seu terceiro duelo na próxima terça-feira, às 21h30min, na Arena Suzano. 

O primeiro set foi de bastante equilíbrio desde o começo, com as duas equipes se estudando bastante e variando o saque. A EMS Taubaté/Funvic apostou mais em saques colocados, na tentativa de dificultar a recepção do Sesi-SP. A principal força taubateana em praticamente todo o set foram as jogadas de ponta com Vissotto e Lucarelli. Pelo lado do Sesi-SP, a variação de saque também foi uma arma e as bolas de contra-ataque funcionaram bem. As duas equipes se alternaram na liderança do placar, mas nunca abrindo mais que dois pontos de vantagem. Na reta final do período, o Taubaté passou a encaixar mais saques forçados, e abriu vantagem confortável no placar. Os taubateanos fecharam por 25 a 23. 

O segundo set começou com o Sesi-SP sacando melhor, complicando a recepção taubateana e forçando mais erros do time da casa. O Sesi-SP encaixou uma boa sequência de saques e bloqueio, e chegou a abrir 5 pontos de vantagem. A EMS Taubaté/Funvic reagiu e conseguiu encostar novamente no marcador. Com menos erros, a equipe taubateana conseguiu passar à frente nos últimos pontos e venceu por 25 a 22. 

No terceiro e último set a partida continuou bastante equilibrada. As duas equipes passaram a apostar mais no saque forçado e em vários momentos o jogo teve disputas de bola emocionantes. Pelo lado taubateano, a defesa funcionou muito bem, a recepção e o passe encaixaram, o que facilitou a vida dos ponteiros. Com mais volume de jogo e errando menos, o Taubaté não encontrou muita dificuldade em abrir vantagem e vencer o set por 25 a 20. 

“Acredito que o mais importante foi a reação do time. Na primeira partida, não conseguimos ‘entrar’ no jogo. Fomos lá 'ver o que acontecia'. E hoje, a agressividade que tivemos desde o começo fez a diferença. Nosso time é forte e vai precisar sempre estar 110%. No primeiro jogo não foi assim, mas serviu para nos acordar. Agora a série está empatada e vamos com tudo para o próximo jogo”, declarou o ponteiro Facundo Conte, autor de 11 pontos. 

“Melhoramos naquilo em que falhamos no primeiro jogo, que foi nosso sistema ofensivo, erramos demais. Hoje nós minimizamos os erros e continuamos agredindo-os no saque, consequentemente, equilibrou. A melhor linha de passe é a deles, são muito bons nisso, então temos que pressionar. Eles são muito equilibrados em todos os fundamentos, para superá-los, temos que fazer com que todos os fundamentos funcionem”, destacou o técnico Renan Dal Zotto. 

“Os erros da arbitragem sempre incomodam no jogo, o time aproveitou o embalo, mas não foi isso o que definiu a nossa derrota. Nosso time jogou abaixo, precisamos recuperar. Corrigir e seguir bem nessa série que tem tudo para ir longe”, disse o levantador William. 

Equipes:

EMS Taubaté/Funvic:
Rapha, Leandro Vissoto, Lucarelli, Conte, Lucão, Otávio e Thales (líbero)
entraram: Fabiano, Uriarte, Abouba e Douglas Souza
técnico: Renan Dal Zotto

Sesi-SP: William, Alan, Éder, Gustavão, Lipe, Lucas Lóh e Murilo (líbero)
entraram: Evandro, Renato, Barreto, Franco e Douglas Pureza
técnico: Rubinho

foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

Comentários