(Superliga B) Botafogo derrota Lavras Vôlei e conquista acesso a elite nacional

Em duelo ocorrido no ginásio Oscar Zelaya, o Botafogo derrotou o Lavras Vôlei por 3 sets a 0, parciais de 29/27, 25/21 e 26/24, e fechou a série melhor de três das semifinais da Superliga B em 2 a 1. Além de garantir um lugar na decisão, onde enfrentará a Apan/Blumenau, o Alvinegro carioca confirmou presença na elite nacional, ou seja, na Superliga 2019/2020. 

O Botafogo teve bom início de jogo e apostou em Robinho como grande protagonista para abrir vantagem confortável de 13 a 9. Porém, a equipe teve problemas com o passe, e o Lavras Vôlei encostou no placar. O técnico Walner Santos respondeu com três mudanças: Bruno Godoy, Renan e Tiago nos lugares de Vítor, Lorena e Vinícius. Após o reequilíbrio das equipes, o jogo ganhou em emoção e as trocas de bola foram constantes. Robinho seguiu como bola de segurança, mas Lorena foi quem fechou a parcial para os donos da casa em 29 a 27. 

A segunda etapa foi a mais controlada e teve início com o ponteiro Bruno Godoy crescendo no ataque e no bloqueio. Principal jogador do segundo encontro, Lucas Salles também voltou a fazer a diferença no saque e no ataque para levar a diferença até 20 a 16. Com mais uma inversão do sistema, o Botafogo administrou a reta final do set com naturalidade e venceu por 25 a 21. 

A equipe alvinegra começou o terceiro set na mesma pegada, chegou a abrir seis pontos, mas viu os mineiros reagirem na reta final e o jogo voltar a ficar eletrizante. Os postulantes à elite passaram a trocar pontos a partir do 20 e, no segundo match-point, o Fogão garantiu o acesso em saque de Robinho: 26 a 24. 

“Esta série contra Lavras foi muito difícil. Sei que o time conta comigo, mas tive alguns problemas físicos e precisei superar tudo isso, mas o Botafogo merece, a história deste clube é muito bonita. Muitas pessoas passaram por aqui, um, em especial, fez muito pelo voleibol do Brasil e internacional, o Bebeto de Freitas, que era botafoguense. Me sinto lisonjeado em poder contribuir para o acesso do time à elite. Eu sempre fui um guerreiro em quadra e foi bacana ver os mais jovens aqui comprarem este espírito e juntos transformamos este time”, comentou o oposto Lorena. 

“Nas quatro temporadas que o Botafogo participou da Superliga B, fui auxiliar técnico em duas dela. Trabalhamos demais, mas não tínhamos alcançado nosso objetivo maior. Estou no clube há nove anos, e passei por todo o processo em todas as categorias da base. E subir ao adulto e conseguir essa façanha é muito gratificante. Parabenizo todo o meu grupo de trabalho na comissão técnica e todos os atletas. Conseguimos uma mescla interessante entre experientes atletas e jogadores da base. O apoio da torcida foi sensacional. Eu sou botafoguense, conheço a história do clube, e eles vieram e nos apoiaram deixando tudo mais fácil”, disse o técnico Walner Santos. 

A decisão entre Botafogo e Apan/Blumenau está programada para o domingo, dia 14, às 19h, no ginásio Oscar Zelaya, em General Severiano. Os canais SporTV farão a transmissão. 

foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro

(Paulista) Sesi-SP estreia contra a Climed/Atibaia nesta quarta-feira