Em segunda final consecutiva, Lucão fala sobre decisão pela EMS Taubaté/Funvic

Em sua primeira temporada vestindo a camisa da EMS Taubaté/Funvic, o central Lucão já tem bons motivos para comemorar. Campeão paulista com a equipe ainda em 2018, ele agora comemora a classificação para a final da Superliga 2018/2019. Esta será a segunda decisão consecutiva do central de 33 anos, que na temporada passada defendia o Sesi-SP, justamente o adversário da equipe taubateana na série que começa no próximo dia 23. 

Lucão chegou a EMS Taubaté/Funvic com grandes credenciais, como ter conquistado diversos títulos e a marca de ser um campeão olímpico. O central falou sobre a classificação diante do multicampeão Sada/Cruzeiro e de como será enfrentar seu ex-time na série melhor de cinco partidas que inicia no ginásio da Vila Leopoldina. 

“Sem dúvidas vencer o Sada/Cruzeiro em três partidas seguidas nos dá moral, já que eles são uma equipe que vinha hegemônica, sempre com um grande plantel e sempre dificultou muito para todas as equipes, especialmente em playoffs. Ter vencido da forma como foi, com três a zero, mas em três jogos muito equilibrados, com parciais altas em que qualquer uma das duas equipes poderia ter vencido, dá moral sim. Mas essa moral acabou agora, porque a final é outra história, é contra o Sesi-SP e com certeza não vai ter nada fácil nos esperando do lado de lá”, disse Lucão. 

“Já trabalhei com praticamente aquela equipe toda, mesmo os que não foram meus companheiros no Sesi-SP, foram meus companheiros em outros times, que é o caso do Éder, que me substituiu quando vim para o Taubaté. É um time que eu conheço bem, e no que eu puder ajudar, claro, eu vou. Mas hoje em dia todo mundo conhece todo mundo, todos os jogos estão aí na TV ou na internet. O que espero mesmo é agora conquistar essa Superliga pelo Taubaté”, declarou o central 

“Acho que o surpreendente numa série final de cinco jogos dura muito pouco. Você pode até surpreender no primeiro jogo, mas logo as equipes se estudam e surpreender acaba ficando bem difícil. O que temos que fazer é seguir com o nosso plano, treinando bem, estudando o adversário para eliminar os pontos fortes deles, e focar no nosso melhor jogo. Se o Taubaté jogar bem essa série, tem enormes chances de sair campeão”, concluiu. 

foto: Rafinha Oliveira/EMS Taubaté Funvic

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro