(Superliga) Sesi-SP derrota UM Itapetininga e garante vaga na semifinal

Jogando no ginásio Ayrton Senna, o Sesi-SP derrotou o Vôlei UM Itapetininga por 3 sets a 1, parciais de 24/26, 28/30, 25/22 e 17/25, no segundo jogo das quartas de final da Superliga 2018/2019. Com o resultado, o clube paulistano, que teve a melhor campanha na fase classificatória, fechou a série melhor de três em 2 a 0 e vai encarar nas semifinais o Sesc-RJ, que passou pelo Fiat/Minas. 

Contando com o apoio do torcedor, o Vôlei UM Itapetininga mostrou que encararia o Sesi-SP de igual para igual durante todo o jogo. O Sesi-SP, com grande distribuição do levantador William abriu logo vantagem de três pontos e conseguiu se manter a frente em boa parte do período. Entretanto, com forte bloqueio, os donos da casa encostaram no placar. Na reta final, os visitantes tiveram mais tranquilidade para fecharem em 24 a 26. 

No segundo set quem iniciou melhor foram os donos da casa que abriram vantagem e chegaram a fazer 15 a 10, com destaque para o oposto Michael Sanchez (anotou 18 pontos na partida). Porém, o Sesi-SP tinha o oposto Alan, que foi o grande nome da partida, que foi responsável pela reação da equipe, que encostou no placar. Na reta final, muita emoção no ginásio Ayrton Senna e nova vitória dos comandados de Rubinho por 28 a 30. 

Com 2 sets a 0 contra, o Vôlei UM Itapetininga partiu para o tudo ou nada, pois uma derrota na terceira parcial seria o fim da Superliga. Mais efetivo no ataque, aproveitando bastante o side-out e os contra–ataques, a equipe de Fabiano Magoo tomou conta do jogo. O saque entrou e o bloqueio funcionou bem, anulando os principais ataques do Sesi-SP, casos de Lipe e Lucas Lóh. No final 25 a 22 para delírio da arquibancada. 

No quarto set, o Sesi-SP voltou disposto a não dar chance ao adversário. William abusou das jogadas com Alan, que soltou o braço e acabou eleito o melhor em quadra. O Vôlei UM Itapetininga bem que tentava, mas não conseguia uma reação, além disso, errava muito no saque, tentando forçar esse fundamento para quebrar o passe adversário. No final, vitória do Sesi-SP por 25 a 17 e classificação para as semifinais. 

“Playoff é sempre uma delícia de jogar. O Itapetininga deu uma crescida, a torcida animou e é muito gratificante passar de fase em um jogo assim. Não jogamos o que vínhamos jogando, erramos muito, mas o importante é a vitória para seguir no nosso objetivo maior, que é ser campeão”, disse o ponteiro Lipe. 

“O balanço é muito positivo. Ficamos entre os oito, fizemos uma grande campanha e saímos de cabeça erguida. Neste playoff, foram dois jogos bons. Jogamos muito bem hoje e fica um gostinho de ter jogado mais um set, de repente, mas o time inteiro está de parabéns”, disse o levantador Pedro. 

Equipes:

Vôlei UM Itapetininga: Jarman, Sanchez, Wennder, Victor Birigui, Pedro, Ademar e Filipinho (líbero)
entraram: Rodriguinho, Guilherme Emina, Mineiro e Daniel
técnico: Fabiano Ribeiro

Sesi-SP: William, Alan, Éder, Gustavão, Lipe, Lucas Lóh e Murilo (líbero)
entraram: Evandro, Douglas Pureza e Franco
técnico: Rubinho

foto: Amanda Demétrio/Sesi-SP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações

CBV divulga tabela oficial da Superliga B com estreia no dia 24 de janeiro

(Paulista) Sesi-SP estreia contra a Climed/Atibaia nesta quarta-feira