(Superliga) Sesc-RJ e Fiat/Minas iniciam série que promete ‘pegar fogo’

Neste sábado, às 14h30min, o Sesc-RJ recebe o Fiat/Minas, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, no que promete ser a série mais equilibrada das quartas de final da Superliga 2018/2019. Os times tiveram a mesma campanha (13 vitórias e nove derrotas) e somaram 39 pontos, porém a equipe carioca levou a melhor nos critérios de desempate e ficou em quarto lugar, garantindo a vantagem nesta fase da competição, enquanto os mineiros ficaram em quinto lugar. A partida terá transmissão do SporTV 2. 

O início dos playoffs servirá como um ‘recomeço’ para o Sesc-RJ, que nas últimas cinco partidas da fase classificatória venceu apenas uma para o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão. O técnico Giovane Gavio sabe que vencer o primeiro jogo contra os mineiros é fundamental para as pretensões da equipe, que tem um elenco capaz de conquistar o título. 

“O Fiat/Minas é uma equipe jovem, mas de muita qualidade. Vem numa sequência positiva na reta final da primeira fase, numa curva de crescimento na competição. Essa é uma série curta e vencer o primeiro jogo é fundamental, é um passo importante e vamos jogar em casa, diante da nossa torcida. Precisamos fazer valer essa vantagem. Tudo o que fizemos na fase de classificação fica pra trás, é um outro campeonato e precisamos de um saque eficiente para dificultar a recepção deles. É um jogo que exige muita concentração”, disse o técnico Giovane Gavio. 

“O Minas tem um time muito equilibrado e que joga muito bem, principalmente no sistema defensivo. Vamos buscar neutralizar os principais atacantes e colocar pressão neles. Acho que o fator casa pode nos ajudar demais. A torcida é sempre presente e nos apoia bastante no ginásio da Tijuca. Temos que fazer valer o mando de campo nesse sábado (...) Temos uma equipe de muita qualidade, e temos tudo para, de forma coletiva, fazer bons jogos que poderão nos levar à classificação para uma semi e uma final de Superliga”, afirmou o levantador Thiaguinho. 

“Sabemos da dificuldade da série que teremos pela frente e o histórico mostra o nivelamento desse confronto. Mas, o nosso time está crescendo e, o que é mais importante, crescendo na hora certa. Claro que a equipe deles nos preocupa. É um grupo muito jovem, talentoso, que joga sem grande responsabilidade e isso gera um perigo enorme para o nosso time. Além disso, eles têm uma comissão técnica muito competente, que faz o time jogar”, elogiou o central Maurício Souza. 

Na temporada, Fiat/Minas e Sesc-RJ já se enfrentaram algumas vezes. Pela fase classificatória da Superliga, uma vitória para cada lado, pelo placar de 3 a 1. Na Copa Brasil, o time minastenista ganhou na primeira fase, por 3 a 2, e avançou para a semifinal da competição. Para novamente superar os cariocas e avançar de fase, os comandados de Nery Tambeiro sabem que precisam entrar 100% concentrados. 

“Espero que a postura da equipe seja de comprometimento exclusivo. É um momento especial para nós, é reta final de temporada, e consequência de todo o trabalho feito até aqui. Colhemos ótimos resultados, mas ainda podemos mais. Espero que a equipe faça em quadra por merecer esse passo a mais na Superliga, trabalhamos muito para isso e tenho convicção que é possível. Acredito que agora é a hora de mostrar porque chegamos em quinto, empatados com eles. É hora de arriscar com confiança e responsabilidade”, afirmou o levantador Marlon. 

“Ganhamos alguns jogos, mas isso já foi, já passou. É outro momento. Sabemos que o Sesc-RJ tem jogadores que podem virar a chave, podem se unir ainda mais, que é natural, e mostrarem o quão grande são como jogadores e como equipe”, relembrou o capitão do Fiat/Minas. 

“Fizemos uma semana muito boa de treinamento, reforçando o que fizemos de bom nos últimos jogos. Focamos na parte técnica e individual, já que é importante todos estarem bem. Agora, com a proximidade da partida, vamos reforçar o foco no trabalho coletivo (...) A ideia é pensar jogo a jogo, ponto a ponto. Nosso sistema de jogo tem que funcionar muito bem para poder fazer frente com a equipe do Sesc RJ. Estamos preparados e com o foco total nessa série”, comentou o central Flávio. 

“É um jogo muito difícil. Estamos esperando o Sesc RJ com toda força. Sabemos que eles não fizeram um bom returno, mas que, nessa hora, há jogadores campeões olímpicos que fazem a diferença. Vamos fazer o nosso melhor para tentar sair vitorioso nesse confronto, sabendo do grande adversário que temos pela frente. Nossa força está no conjunto e precisamos ser disciplinados taticamente para termos chances reais de vitórias nesse confronto”, afirmou o técnico Nery Tambeiro.  

Equipes:

Sesc-RJ: Thiaguinho, Wallace, Japa, Djalma, Tiago Barth, Maurício Souza e Tiago Brendle (líbero)
técnico: Giovane Gávio

Fiat/Minas: Marlon, Honorato, Matheus, Bob, Flávio, Felipe Roque e Maique (líbero)
técnico: Nery Tambeiro

foto: Sesc-RJ/Divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Saída de Leal para o Civitanova faz Sada/Cruzeiro aquecer mercado internacional

Fabiano Magoo convoca jogadores para a Seleção Brasileira Sub-19

Apan/Blumenau contrata Thiago Alves e confirma sete renovações