(Superliga B) No Newton Faria, Anápolis Vôlei pega São José Vôlei por semifinal

Nesta quinta-feira, às 20h, o ginásio Newton Faria deve estar lotado para o duelo entre Anápolis Vôlei e São José Vôlei pelas quartas de final da Superliga B. Após um primeiro duelo equilibrado, no Vale do Paraíba, o time goiano joga por mais uma vitória para chegar as semifinais, enquanto a equipe paulista precisa vencer para forçar um terceiro confronto. 

A vitória, de virada, em São José dos Campos, deu ao Anápolis Vôlei ainda mais vantagem no confronto, porém ainda colocou a confiança da equipe em outro patamar. O técnico Ricardo Picinin tenta frear a euforia, principalmente vinda da arquibancada, já que a torcida comprou o projeto e vem apoiando a equipe desde o primeiro jogo da campanha na Superliga B. 

“Jogar seguidamente, contra o São José, faz com que ambos tenham marcado bem o estilo de jogo de cada um e, por causa disso, o fator surpresa fica mais difícil. O fundamental é entrar com o máximo de atenção e controlar a ansiedade, para não deixarmos que imponham o ritmo de jogo. Isso tem de ser proposto e implementado por nos, donos da casa, disse o técnico Ricardo Picinin, em entrevista ao jornal O Popular. 

Pelo lado do São José Vôlei, o técnico Willian Santa Maria acredita que o time chegou a seu principal desafio da temporada 2018/2019. Apesar de ter perdido em casa, todos estão confiantes em uma virada no confronto, porém sabem que precisam corrigir erros apresentados na primeira partida e buscar um saque bem encaixado para quebrar o passe do adversário. 

“Neste curto período de preparação lapidamos nossos pontos fortes, mas o mais importante é mostrar aos atletas que eles são e estão capazes de realizar grandes feitos, eles tem que ter a certeza de que estão preparados. A expectativa é boa, com certeza é nosso maior desafio da temporada, e se quisermos passar para um nível maior, temos que ser capazes de passar por cima, seguramente este confronto é o nosso maior teste”, disse o técnico Willian Santa Maria. 

“Nossa equipe precisa explorar mais o contra-ataque e melhorar side out para assim conseguimos rodar algumas bolas importantes e não deixar a equipe adversária abrir grande vantagem de pontos durante o jogo”, disse o central Renan Levandoski 

foto: Anápolis Vôlei/Divulgação

Comentários