(Superliga B) No Galegão, Apan/Blumenau bate UPIS e alcança semifinais

Contando com o apoio da torcida, no ginásio Galegão, a Apan/Blumenau derrotou a UPIS por 3 sets a 0, parciais de 25/22, 25/23 e 25/15, no segundo jogo das quartas de final da Superliga B. Com o resultado, o time catarinense chegou a série melhor de três em 2 a 0 e garantiu um lugar na semifinal, onde enfrentará o Anápolis Vôlei, que passou pelo São José Vôlei. 

A partida iniciou equilibrada, com as equipes trocando pontos e com ninguém conseguindo abrir dois pontos de diferença: 7 a 7. No ponto de Arthur, os donos da casa fizeram 12 a 10 e com bom desempenho no saque ampliaram a vantagem para 16 a 11. O duelo era ‘quente’ dentro de quadra, com discussões e amarelo para ambas as equipes, sendo que a UPIS encostou no placar: 16 a 15. A Apan/Blumenau voltou a abrir 20 a 17, mas logo o time de Brasília emparelhou tudo: 20 a 19. Na reta final, muita disputa e a vitória dos catarinenses por 25 a 23 após ponto de Matheus. 

O segundo set começou com a Apan/Blumenau impondo seu jogo e chegando a abrir 8 a 4. A UPIS forçava bastante o saque e tentava se aproximar no placar: 12 a 10, sendo que no ace de Kelvin, os donos da casa tinham 14 a 10. Os visitantes não desistiam e conseguiram encostar: 18 a 17, obrigando André Donegá a parar o jogo. Na volta muito equilíbrio e a definição da parcial ocorrendo novamente nos detalhes. 25 a 23 para os catarinenses após erro de saque adversário. 

A Apan/Blumenau seguiu em bom ritmo e fez 5 a 2 no inicio da terceira parcial, sendo que no ace de Felipe o placar era de 9 a 6. Com muitos erros da UPIS, os donos da casa foram ampliando a vantagem chegando a colocar 17 a 10, após bloqueio de Ialisson. Diferente dos sets anterior, desta vez, os catarinenses conseguiram ter tranquilidade para manter a ponta: 20 a 14 e definir o confronto em 25 a 15. 

“Foi um jogo muito difícil. Os dois primeiros sets nós conseguimos ficar um ou dois pontos na frente, mas sempre com a UPIS perto. No terceiro set foi um pouco diferente, mas foi um jogo bem difícil Agora é hora de um ajuste fino, não tem muitas coisas que se muda agora, mas é claro que temos que se adaptar ao adversário que vem pela frente na semifinal”, afirmou o técnico André Donegá. 

Foto: Raphael Guilherme Moser/Informe Comunicação

Comentários